O astro norte-americano Elvis Presley (FOTO: Reprodução)

No ano de 2012, um item íntimo de Elvis Presley foi colocado a venda num leilão. Numa plataforma digital, a cueca do Rei do Rock foi oferecida para possíveis compradores. O negócio, porém, acabou não saindo como esperado: o valor da compra acabou sendo menor que o ideal.

Com tom azul claro, a “peça” ficava exposta no museu Elvis-A-Rama, em Nevada, nos Estados Unidos, e ainda possui manchas da última vez em que foi utilizada. A peça foi utilizada por Elvis Presley durante um show no ano de 1977, pouco antes de sua morte. Desde então, a cueca nunca chegou a ser lavada. Apesar da cueca pouco asseada mesmo assim, os proprietários da peça tinham confiança que conseguiriam — pelo menos — 7.000 libras com a peça. Nada menos que 44 mil reais na cotação atual.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Para infortúnio dos organizadores do leilão, a compra acabou tendo que ser feita bem abaixo do esperado, e apenas 5.000 libras acabaram sendo arrecadadas na venda da cueca de Elvis Presley. Porém tal fato não foi uma razão para grande desespero para os organizadores, já que outras duas peças muito menos esquisitas acabaram sendo postas à venda juntamente com a cueca.

Após a venda da peça íntima, outros compradores levaram uma Bíblia que o Rei do Rock ganhou em seu primeiro natal em Graceland, no ano de 1957, e também um coleção com alguns vídeos caseiros sobre a vida íntima de Elvis, que incluíam o primeiro dia da filha do Rei na mansão. Tanto a Bíblia quanto a coleção de vídeos receberam valores bem acima pra serem vendidos.

A cueca era larga de propósito, para que, quando Elvis Presley usasse seu antológico macacão branco com adornos brilhantes e dourados, a peça íntima não ficasse demarcando seu corpo. O bizarro item foi obtido através dos pertences de Vernon Presley, pai do Rei do Rock.