Dan Reynolds manda indireta para Eminem após música considerada homofóbica

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De surpresa, Eminem lançou seu novo álbum “Kamikaze”, na madrugada da última sexta-feira (dia 31). Porém nem todo mundo aprovou o conteúdo das novas músicas. O vocalista Dan Reynolds, líder da banda Imagine Dragons criticou uma das faixas do álbum e mandou um recado para o rapper: “Eu não ligo para quem você é”.

Na canção “Fall”, Eminem faz insinuações sobre a orientação sexual do rapper Tyler, The Creator. “Tyler não cria nada, eu vejo por que você se chama de bicha. Não é só porque você não tem atenção. É porque você adora as bolas de D12, você é um sacrilégio. Se você vai criticar a mim, é melhor você pelo menos ser tão bom ou melhor que eu” canta o rapper.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com o site Just Jared, os versos da nova faixa de Eminem teriam irritado Dan Reynolds, que em diversas ocasiões já declarou apoio à comunidade LGBT. Sem citar nomes, o líder do Imagine Dragons fez críticas que se encaixam muito bem neste contexto.

“Nunca é bom dizer uma palavra cheia de ódio. Eu não me importo em que ano você nasceu ou que significado isso tem para você. Se isso contribui para o ódio e o fanatismo, então é odioso. Nunca há um bom momento para dizer a palavra ‘bicha’. Eu não ligo para quem você é”, tuitou Dan.

Nova música de Eminem e Bon Iver é acusada de homofobia

O rapper Eminem mal divulgou o seu mais novo álbum e já está enfrentando críticas sobre o material apresentado. O cantor vem sendo questionado pelo uso de um insulto considerado homofóbico na música “Fall”, sua parceria com a prestigiada banda Bon Iver.

A canção é a 10ª faixa do álbum surpresa “Kamikaze”, lançado no início desta sexta-feira (dia 31). A letra da nova música de Eminem tem como alvo o rapper Tyler, The Creator e afirma o seguinte: “Tyler não cria nada, eu vejo porque você se chamou de “faggot”, vadia.”

VEJA TAMBÉM: Um dos maiores cantores gays de sua geração, Troye Sivan lança novo álbum

Na letra, o rapper se auto-censura omitindo a palavra “faggot” que é um termo pejorativo para designar um homossexual. Vale lembrar que Eminem também usou o termo “faggot” em seu single “Rap God”, de 2013, e várias vezes em faixas do The Marshall Mathers LP. O rapper já negou repetidamente acusações de homofobia no passado, inclusive em uma entrevista de 2013 com a Rolling Stone.

Vale destacar que Justin Vernon, o vocalista da banda Bon Iver que também participa da faixa, declarou não aprovar a letra da música e ainda afirmou que não gravou seus vocais em estúdio com Eminem.

“Não estive em estúdio para a música do Eminem”, escreveu ele no Twitter, respondendo a um fã. “Veio de uma sessão com BJ Burton e Mike Will. Não sou fã da mensagem, soa ultrapassada. Pedi para mudarem a faixa, eu não faria isso” afirmou o cantor.

Outro destaque do álbum do rapper é que a última música do disco se chama Venom e fará parte da trilha sonora do filme da Marvel de mesmo nome estrelado por Tom Hardy. O filme tem data de estreia marcada para o dia 4 de outubro no Brasil. Este e o décimo álbum em estúdio de Eminem e sucede o disco “Revival”, lançado em dezembro de 2017.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio