Ariana Grande
A cantora norte-americana Ariana Grande (FOTO: Divulgação)

O pastor que celebrou o funeral de Aretha Franklin desculpou-se por ter tocado no seio da cantora Ariana Grande. As fotos e vídeos que mostram o exato momento do pastor abraçando Ariana e mantendo os dedos no seio da cantora viralizaram nas redes sociais gerando indignação de internautas.

A cantora de 25 anos interpretou o clássico de Aretha Franklin “Natural Woman” durante a cerimônia fúnebre. Após a apresentação, o pastor Charles H. Ellis III cumprimentou Ariana passando seu braço por trás das costas da artista e colocando a sua mão na lateral do seio dela. Nas fotos e vídeos, é possível ver, o pastor segurando firmemente o corpo de Ariana.

“Nunca seria minha intenção tocar o seio de nenhuma mulher. Não sei, suponho que a tenha envolvido com o braço”, afirmou o líder reliogioso através de comentários direcionados à imprensa norte-americana. A mensagem foi confirmada pela agência AFP neste sábado (dia 01). “Talvez tenha cruzado a fronteira, talvez tenha sido muito amigável ou familiar, mas, novamente, peço desculpas”, destacou.

O religioso também se desculpou por uma brincadeira que fez envolvendo o nome da cantora: “Quando vi Ariana Grande no programa, pensei que se tratasse de algo novo na Taco Bell”, disse, referindo-se à popular rede de fast-food mexicana. A piada acabou sendo considerada xenófoba pela comunidade latina norte-americana. “Pessoalmente e sinceramente, eu me desculpo com Ariana, seus fãs e toda a comunidade hispânica”, afirmou o pastor.

Pastor teria apalpado o seio de Ariana Grande durante funeral de Aretha Franklin

A participação de Ariana Grande no funeral de Aretha Franklin, aliás, está rendendo uma grande polêmica. Internautas e veículos de comunicação internacionais relatam um possível abuso sofrido pela cantora.

Após Ariana Grande cantar “A Natural Woman”, o Pastor Charles Ellis III chama a cantora para o seu lado e logo a abraça. O religioso então dispara uma piada ao começar a falar com Ariana Grande, comparando seu nome com um “item do restaurante Taco Bell”. A piada foi considerada xenófoba, preconceituosa e inapropriada para o momento por usuários de redes sociais.

VEJA TAMBÉM: Eduardo Costa defende Bolsonaro e critica Renata Vasconcellos

Outro grande problema é que o Pastor Charles Ellis insiste em um esquisito abraço com Ariana Grande. Apesar da cantora demonstrar um desconforto visível em alguns momentos, a mão do Pastor permanece bastante próxima do seio direito da cantora chegando a tocá-lo. Muitos internautas chegaram a apontar um possível abuso por parte do líder religioso.

Confira o trecho abaixo: