demi-lovato-2
A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

Em julho de 2018, Demi Lovato sofreu uma overdose causada por opioides que quase lhe custou a vida. Cerca de dois anos depois, a artista está voltando a lançar material, o que levantou dúvidas de alguns fãs de como seria esse retorno. Ela voltaria a flertar com o uso de alguma substância entorpecente em algum momento? E ao que parece as respostas são bastante animadoras.

Na atual edição da revista People, uma fonte próxima de Demi confirmou que ela está “levando a sobriedade muito a sério”, se mantendo longe das drogas. Para se manter bem, a artista passou a tomar precauções que mudaram seu estilo de vida.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

O grupo de amigos dela vive a mesma vida que agora – é discreto”, explicou a fonte. “Ela se envolve com amigos que realmente se importam e que também a ajudam a se manter saudável”, acrescenta.

Nesse ínterim, o peso da artista passou a mudar bastante e até chegou a ser uma questão, mas ela entende que o importante é ter saúde, já que ela própria já sofreu distúrbios alimentares. Com isso, Demi fica 100% saudável para seu retorno aos palcos.

“Ela está animada por voltar à música e se apresentar no palco. Não poderia haver uma maneira melhor de começar as coisas para 2020. Ela está ocupada no estúdio trabalhando em novas músicas, e um álbum está a caminho no verão”, comentou o informante. O verão, vale lembrar, no hemisfério norte é entre julho e agosto.

O novo single de Demi Lovato, “Anyone”, foi composto em 2018, pouco antes da overdose, como um pedido de ajuda. “Quase escuto e ouço essas letras, soam como um pedido de ajuda. E você ouve de novo e pensa: Como ninguém ouviu essa música e pensou, ‘Vamos ajudar essa garota?’”, comentou Demi Lovato em entrevista.