Demi Lovato
A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

O site TMZ que divulgou em primeira mão, detalhes do incidente que culminou na internação da Demi Lovato, trouxe novas informações sobre o caso. O veículo especializado em celebridades afirmou que os familiares da cantora ainda não discutiram com ela sobre a necessidade de uma segunda internação em uma clínica de reabilitação. Como a artista ainda está enfrentando fortes náuseas e febre alta, a família optou em não introduzir o assunto neste momento.

“Demi Lovato não está em condições de falar sobre a reabilitação, apesar de amigos e familiares dizerem que ela precisa se internar para salvar sua vida. (…) Disseram-nos que os médicos nem preveem quando ela receberá alta do hospital, então ainda há tempo para discutir o tema. Várias pessoas que estão em contato com Demi nos disseram que não têm ideia de como ela receberá a mensagem de que precisa desesperadamente de reabilitação. Como uma fonte disse, ‘nós não sabemos como está sua cabeça’”, afirmou o TMZ.

Demi Lovato se internou voluntariamente em uma clínica de reabilitação no ano de 2010, após perder o controle e agredir uma dançarina. A cantora revelou que, na época, estava dependente de álcool e cocaína. A artista que também sofria de distúrbios alimentares, tratava também de transtorno de bipolaridade.

No mês de junho, após seis anos longe das drogas, Demi Lovato lançou a música “Sober”, revelando que não estava mais sóbria. Já na terça-feira, dia 24, ela foi socorrida por paramédicos após ser encontrada inconsciente por conta de uma suposta overdose.

Dançarina da Demi Lovato nega envolvimento em overdose da cantora

Neste domingo (dia 30), a coreógrafa Dani Vitale que atua como dançarina da cantora Demi Lovato, se pronunciou sobre as críticas que vem recebendo nas redes sociais. A dançarina está sendo acusada de ter ligação com os eventos que culminaram na suposta overdose da cantora.

Demi Lovato foi encontrada inconsciente após uma festa que durou a noite toda em sua casa, em Los Angeles. A cantora esteve com Dani Vitale e um grupo de pessoas em um restaurante de Saddle Ranch, horas antes de sofrer a overdose. Era o aniversário da coreógrafa. Alguns dos primeiros relatos defendiam que o grupo continuou a festa na casa da artista, mas a dançarina nega.

VEJA TAMBÉM: Revista diz que Demi está melhorando e recebe visita diária do ex-namorado

Alguns dos fãs da artista acusaram Dani Vitale de ter má influência sobre a cantora e que a dançarina teve responsabilidade no incidente envolvendo Demi Lovato. “Fique longe dela”, escreveu um. “Amigos não deixam amigos (com histórico de vício) limpos beberem e se drogarem”, disse outro. A dançarina chegou ainda a ser chamada de vadia, cobra, ridícula e falsa.

Através de uma mensagem publicada no Instagram, a coreógrafa destacou que não teve relação com a suposta overdose da cantora e que se importa com a artista tanto quanto seus fãs.

Confira abaixo:

“Eu me importo com Demi tanto quanto vocês (…) Eu não estava com Demi quando o incidente aconteceu, mas eu estou (com ela) agora, e continuarei porque ela significa o mundo para mim tanto quanto para vocês. Como vocês, eu não tenho nada senão amor por ela no meu coração. Não há necessidade para negatividade na direção dos que se importam com Demi neste momento. Já há muito disso no mundo”, explicou a dançarina.

“Sei que vocês se sentem perdidos sem ela nesse momento. Lembrem-se que vocês sempre foram uma comunidade Lovatic que amam. Lembre-se disso quando vocês pegarem seus celulares e escreverem (mensagens nas redes). Lembrem-se que todos nós a amamos mais do que conseguimos expressar em palavras”, defendeu Dani Vitale na sua postagem.