Demi Lovato revela que antes da overdose estava viciada em crack, heroína e metanfetamina

A cantora revelou todas as drogas pesadas que usou quando teve sua overdose

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Demi Lovato diz que deveria ter morrido semanas antes de sua overdose quase fatal, porque estava usando uma lista assustadora de drogas pesadas quando teve uma recaída em 2018.

Demi revela que na noite em que terminou 6 anos de sobriedade, ela começou a experimentar drogas que nunca havia experimentado antes, incluindo metanfetamina, e ela misturou com crack, cocaína, maconha, álcool e oxicontin. Isso tudo em uma noite.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ela diz: “Só isso deveria ter me matado.” Mas isso não aconteceu, e Demi diz que semanas depois ela foi apresentada à heroína quando seu traficante não tinha seu coquetel “Coca e Xanax” usual para ela.

Eventualmente, Demi Lovato diz que era “fisicamente dependente” das drogas, enquanto abusava do álcool e escondia tudo das pessoas ao seu redor.

VEJA MAIS: Após boicote de The Weeknd, Cardi B quebra o silêncio sobre o Grammy

Tudo isso levou a sua overdose em 24 de julho de 2018, que a deixou de 5 a 10 minutos após a morte.

Demi diz que estava fumando heroína naquela noite, não injetando, o que aumentou sua surpresa quando ela acordou no hospital. No entanto, ela admite que já usou agulhas no passado também, mas não naquela noite.

Seu padrasto diz que se não fosse por Demi sendo colocada em uma máquina de diálise, ela provavelmente não estaria aqui hoje.

Os primeiros 2 episódios de ‘Dancing’ já estão disponíveis no YouTube:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio