A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

O site especializado em celebridade TMZ continua dando informações exclusivas sobre o suposto caso de overdose da cantora Demi Lovato. O veículo publicou nesta sexta-feira (dia 27) uma nova matéria, afirmando que a artista realmente poderia ter morrido, pois seu quadro de overdose foi um caso “entre a vida e a morte”. A informação sobre a gravidade na overdose da cantora teria sido confirmada por uma fonte próxima à cantora.

O que teria salvado Demi Lovato foi a rapidez nos primeiros socorros prestados. “Se a ligação para a emergência demorasse um minuto a mais, Demi estaria em apuros. ‘Ela poderia ter morrido’, afirmou a fonte. A cantora estava inconsciente em sua cama quando o serviço de emergência chegou ao local.

Durante a ligação dos amigos da cantora para o serviço de emergência, teria sido pedido para que as sirenes da ambulância fossem desligadas. A cantora foi levada a um hospital e acordou horas depois.

Vale destacar que alguns sites como a revista People negam que a droga usada pela cantora no momento do incidente era heroína. Agora o TMZ passou a não usar mais o termo nas suas matérias sobre a cantora.

Confira a chamada abaixo:

Equipe da Demi Lovato teria tentado internar a cantora contra sua vontade

A cantora Demi Lovato teria desenvolvido conversas recentes com sua equipe sobre a possibilidade de uma nova internação numa clínica de reabilitação. De acordo com o site TMZ, empresários sugeriram que Demi se internasse semanas atrás, mas a artista norte-americana optou por seguir sua agenda de compromissos.

O TMZ revela ainda que a equipe da artista tentou aplicar uma “intervenção” na cantora, que acabou sendo mal sucedida. Demi Lovato optou por não adotar nenhum programa de reabilitação e chegou a recusar qualquer ajuda. A cantora teria tentado “fingir que estava tudo bem” seguindo normalmente sua agenda de compromissos, mas as pessoas mais próximas perceberam que a artista não estava bem.

VEJA TAMBÉM: Dua Lipa apaga postagem no Twitter após irritar fãs de música eletrônica

Vale lembrar que Demi deu unfollow no empresário Phil McIntyre no início do mês de junho. Segundo rumores os dois teriam cortado relações. No passado, o empresário, segundo palavras da própria cantora, teria sido uma figura importante para que ela buscasse ajuda e se mantivesse longe das drogas e álcool nos últimos anos. A cantora aborda sua saudável relação com o empresário em seu documentário “Simply Complicated”.

Depois da suposta ruptura da cantora com o empresário, a mãe da artista, Dianna de la Garza, escreveu a seguinte mensagem após o recente show da filha no Rock in Rio – Lisboa“Você tem uma equipe incrível agora!!! Uma que realmente se importa com você e pode-se ver isso em quão feliz você está. Você está livre!!”. Dianna também tem problemas com vícios e psicológicos, chegando a tratar transtorno pós-traumático, depressão, ansiedade, anorexia e um vício em remédios.

Vale lembrar que em maio, toda a agenda de shows da cantora foi retirada do site, levantando suspeitas de cancelamento. Teria sido uma fase turbulenta, na qual ela e sua equipe podiam estar discordando sobre o rumo de sua vida: o empresário querendo interná-la, e Demi Lovato desejando seguir em frente. A agenda, na época, foi postada novamente no site e a cantora justificou que o site tinha apresentado problemas técnicos.