molejo
O grupo Molejo (FOTO: Reprodução)

Na última quarta-feira (3), uma notícia envolvendo Anderson de Oliveira, vocalista do grupo Molejo, chocou a web. O músico está sendo acusado de estupro por Maycon Douglas Pinto de Nascimento Adão, de 21 anos. O jovem fez uma denúncia contra o músico no 33º DP de Realengo, no Rio de Janeiro.

Pois bem, de acordo com o site TV Prime, quatro funcionários do hotel onde tudo aconteceu. prestaram depoimento, afirmando que não houve “nenhuma anormalidade” no horário em que Anderson Leonardo e Maycon Douglas Porto do Nascimento Adão estiveram no quarto. 

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

O jornal Extra teve acesso de forma exclusiva ao depoimento de algum dos funcionários do hotel, entre eles, o do gerente do estabelecimento. O profissional de 48 anos, afirmou que é bem comum que itens da rouparia sejam encontrados com mancha de sangue. No registro do Boletim de Ocorrência, o jovem afirmou ter sido agredido e forçado a fazer sexo com Anderson, tendo sangrado. De acordo com o gerente, nada anormal ocorreu no dia 11 de dezembro. 

A camareira do hotel, responsável pela arrumação do quarto onde os dois ficaram, afirmou que não encontrou nada de diferente no apartamento, e também rechaçou ter ouvido gritos ou pedidos de socorro. 

Nesta semana, as autoridades divulgaram o resultado do exame de DNA e confirmaram que o material biológico encontrado na cueca de Maycon pertence ao vocalista do Molejo. Mas, de acordo com o delegado Reginaldo Guilherme, que está cuidando do caso, a confirmação não muda o rumo das investigações, uma vez que a relação sexual já foi admitida pelos dois envolvidos.

(MONTAGEM: Reprodução/TV Prime)