Um projeto de um seriado sobre os Mamonas Assassinas surgiu como uma das principais apostas da Record no ano de 2016. O elenco da trama, escrita por Carlos Lombardi, chegou a ser montado e as gravações até tiveram início, mas a produção acabou sendo engavetado por falta de recursos financeiros.

Contudo, depois de três anos parado, o projeto poderá finalmente ganhar vida. Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a Total Filmes, produtora responsável pelo projeto, já conseguiu captar os recursos necessários para a produção do seriado, e agora, espera apenas pela autorização da Ancine para retomar os trabalhos.

Já as 40 cenas gravadas no ano de 2016 serão totalmente descartadas e as gravações terão um novo início na Record. Também deverão ter mudanças no elenco, porém o ator Ruy Brissac será mantido como protagonista, vivendo Dinho, vocalista dos Mamonas.

VEJA TAMBÉM: Marília Mendonça sai em defesa de Anitta e Pedro Scooby após crítica de fã

Os Mamonas Assassinas tornaram-se um fenômeno de popularidade no Brasil nos anos 1990, formado por Dinho, Bento, Samuel, Sérgio e Júlio. A banda apostava num estilo bem humorado, misturando vários gêneros musicais, resultando em hits como “Pelados em Santos”, “Robocop Gay”, “Vira-Vira” e “Brasília Amarela”. O único álbum em estúdio lançado pelo grupo, em 1995, chegou a vender mais de 3 milhões de cópias, recebendo o famoso disco de diamante, e ficando no top 20 por mais de duas décadas.

No dia 2 de março de 1996, a história do grupo chegou ao fim de maneira trágica, depois de um acidente de avião na Serra da Cantareira, em São Paulo, que acabou tirando a vida de todos os integrantes da banda.