Diretores Sérgio e Gabriel Twardowski.

Os irmãos e diretores Gabriel Twardowski e Sergio Twardowski, que já assinaram filmes para clientes como Amazon Prime, Warner Bros e Samsung, e atualmente são responsáveis pelo material audiovisual do dj Alok, tiveram uma pausa forçada na rotina de captação e produção de vídeos em turnês.

VEJA TAMBÉM: Alok une forças com Jason Derulo e Martin Jensen em parceria explosiva

Com o cancelamento abrupto de eventos decorrente da pandemia da COVID-19 e a consequente inviabilidade da realização de novos materiais na estrada para o dj brasileiro, a dupla se viu obrigada a pensar em novas linguagens e formas de produção para manter conteúdos novos mesmo sem captar novas imagens. Por isso, batemos um papo rápido com eles para saber um pouco mais sobre isso.

Como era a rotina de vocês antes da pandemia?
Para os trabalhos com o Alok, durante a semana estudamos ideias e referências de narrativa para aplicar no material da turnê ou da campanha do Alok que estamos gravando. No final-de-semana, acompanhamos ele nas datas (normalmente de quinta-feira a domingo) e costumamos entregar um vídeo por dia para ele ir postando e agitando os fãs para a próxima.
Além do Alok, trabalhamos com filmes publicitários, então durante a semana também gravamos outros materiais ou estamos envolvidos no processo de produção deles.

E como vocês fazem essas entregas rápidas para o Alok já que a rotina costuma ser agitada na estrada?
Quando é uma turnê longa, como foi o Carnaval desse ano, vamos os dois para a estrada e enquanto um grava o show, o outro já edita no camarim e durante as datas vamos revezando essa função. Já quando é apenas na tour de final de semana que normalmente é de quinta a domingo, apenas um de nós viaja e quem for é quem vai gravar e editar o material, logo após o final dos shows.

Com a impossibilidade de viajar, como está a rotina de vocês?
Estamos fazendo quarentena em Curitiba, nossa cidade natal, e dirigindo alguns materiais remotamente. Como não está havendo shows e estamos com o final de semana livre, estamos aproveitando para ficar com a família e colocar a cabeça no lugar. Além disso, aproveitamos esse momento de quarentena para fazer um projeto que está chegando no quinto mês e com certeza não seria possível realizar sem uma grande pausa na rotina normal a que estamos acostumados.

E quais foram as formas que encontraram de continuar produzindo novos conteúdos mesmo com essa mudança?
Nós estamos utilizando materiais que gravamos anteriores à pandemia e também imagens que o próprio Alok grava com o celular e nos envia para fazermos a pós-produção por aqui. Então a execução dos materiais estão mais simples mas temos tentado brincar com alguns recursos que temos para utilizar nos vídeos, como stop-motions, timelapses, etc e o que tem importado mais do que nunca têm sido as ideias mais simples. Por exemplo, um dos materiais com o engajamento mais positivo que fizemos com o Alok recentemente foi para a divulgação das streams que ele está fazendo. Nesse vídeo, juntamos imagens que ele gravou dele mesmo vestido de três maneiras diferentes e nos enviou, aí na ilha de edição juntamos as três imagens parecendo que estavam os três “Aloks” interagindo entre si e o resultado final ficou super legal e resolveu a necessidade que tínhamos com aquele material. Agora, mais do que nunca, a ideia e o que está sendo feito é mais importante do que como está sendo feito, com qual câmera é gravado, etc e isso é muito positivo, nos abre possibilidades para várias narrativas. Inclusive o próprio Alok sugere várias coisas e temos essa abertura para troca de ideias nos trabalhos, então é um processo muito leve e isso acaba refletindo nos resultados finais. É muito gratificante pra nós como produtores de conteúdo termos resultados que não só agradam o cliente como a nós mesmos também.

Vocês vêem uma necessidade da criação de projetos neste período? Nas redes, vê-se muito a cobrança pela produção de novos materiais por conta das pessoas estarem em casa…
Certamente não. No começo, não sabíamos quanto tempo iria durar e tentamos ao máximo pensar em materiais e virais, inclusive cogitando algum filme abordando o tema de quarentena, mas assim que entendemos melhor a situação (e ainda estamos nesse processo) vimos que o mais importante era manter a cabeça no lugar em uma situação tão atípica ao invés de nos cobrar ainda mais pela necessidade de conteúdo e principalmente conteúdo de qualidade. Por coincidência, o momento em que compreendemos a obrigação primária de manter a cabeça no lugar e não de criar conteúdos foi quando tivemos a ideia do projeto pessoal que estamos na fase final de produção e que certamente não seria viável sem que fizéssemos uma grande pausa na correria em que estamos acostumados.

E o que é esse projeto? O que podem falar sobre ele?
Por enquanto não podemos falar muito por ainda não estar finalizado mas é um projeto com todas as imagens que fizemos do Alok nos últimos 4 anos e que estamos muito próximos de lançá-lo após cinco meses de trabalho. É nosso principal projeto atualmente e estamos trabalhando muito para divulgá-lo o quanto antes.

Os trabalhos realizados pela dupla estão disponíveis nos sites (gabrieltwa.com e sergiot.com) ou no Instagram de cada um: @gabrieltwa e @sergiotwa