DJ Khaled
O músico DJ Khaled (FOTO: Reprodução)

DJ Khaled não recebeu muito bem o segundo lugar na Billboard 200 do seu novo álbum “Father of Asahd”. O produtor queria ter estreado na primeira posição e afirmou estar disposto a processar a Billboard pois afirma ter sido boicotado nas paradas. Segundo a coluna Page Six, do jornal New York Post, Khalid afirma que a Billboard desconsiderou cerca de 100 mil cópias vendidas de “Father of Asahd” nos Estados Unidos, o que o levou a perder o primeiro lugar da parada de álbuns (para ele, algo muito importante).

Vale lembrar que “Father of Asahd”, álbum mais recente de DJ Khaled, estreou em 2º lugar na parada americana, perdendo para a estreia de “IGOR” do Tyler, the Creator. De acordo com a equipe de DJ Khaled, o músico só perdeu a liderança pois a Billboard não considerou 100 mil downloads vendidos juntamente com um energético. Porém Khaled chegou a consultar a Billboard antes sobre os métodos de contagem de audiência e a venda de álbuns casada com os energéticos era permitida.

VEJA TAMBÉM: Selena Gomez último registro de Justin Bieber de seu Instagram

Segundo informações com a Page Six, quando recebeu os números, porém, a Billboard optou por ignorar os 100 mil downloads. A empresa afirma que encontrou “anomalias” nos dados. Os advogados de DJ Khaled enviaram uma carta para Silvio Pietroluongo, vice-presidente da Billboard, mas não houve solução. A Billboard anunciou que “IGOR” terminou a semana com 165 mil cópias comercializadas enquanto “Father of Asahd” registrou 137 mil.