DJ Rennan da Penha, do Baile da Gaiola, é condenado a seis anos de prisão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Justiça do Rio de Janeiro apresentou um mandado de prisão contra o DJ Rennan da Penha. O jovem músico, de 25 anos, foi condenado em segunda instância, depois de ser inocentado na primeira instância e após um recurso do Ministério Público do Rio (MP-RJ). As acusações contra o DJ Rennan da Penha são por associação para o tráfico de drogas.

VEJA TAMBÉM: Kevinho curte uma balada com os amigos no clipe de “Facilita”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo informações do jornal Extra, Rennan da Penha deverá cumprir 6 anos e 8 meses em regime fechado. O músico é DJ residente e idealizador do famoso Baile da Gaiola, que acontece sazonalmente na Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha, Zona Norte do Rio.

A decisão também determinou a prisão de outros dez denunciados além de Rennan da Penha. A acusação que recai sobre o DJ é dele ter atuado como “olheiro” do tráfico, além de promover bailes e criar músicas que enalteciam traficantes fazendo apologia ao crime.

O funkeiro que na verdade se chama Renan Santos da Silva, ficou conhecido no segmento por músicas de ritmo bastante acelerado. O funk tradicional está em 130BPM enquanto Rennan e amigos decidiram dar uma acelerada na questão deixando o ritmo em 150BPM.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio