pabllo vittar
A cantora maranhense Pabllo Vittar (FOTO: Reprodução)

Uma lanchonete acreana vem sendo alvo de uma polêmica após ser acusada de uma ação de marketing que incentivava a LGBTfobia. Numa suposta homenagem à drag queen Pabllo Vittar, o estabelecimento acrescentaria a um sanduíche dois ovos e uma salsicha num lanche batizado com o nome da drag queen. O caso ocorreu na cidade de Rio Branco, no Acre.

Logo que o assunto viralizou nas redes sociais, alguns internautas apontaram que a arte visual do lanche chamado de “X-Pabllo Vittar”, tinha justamente como destaque o fato de ter dois ovos e uma salsicha. Assim, muitos usuários de redes sociais acusaram a lanchonete de estar propagando mensagem de transfobia.

O presidente do Fórum ainda informou ao G1 e que após o diálogo, acredita ter resolvido a situação — Foto: Reprodução

Após a grande repercussão nas redes sociais, a lanchonete resolveu se retratar publicamente através de uma nota virtual no Facebook e pediu desculpas sobre o lanche que citava a drag queen. O proprietário da lanchonete é Juari Filho, de 34 anos, e, depois da divulgação dos cardápios, o empresário chegou a ser alertado por Germano Marino, presidente do Fórum de ONGS LGBT, numa rede social, de que o caso se tratava de transfobia. O dono do estabelecimento se demonstrou surpreso com a polêmica e admitiu ser inclusive fã da cantora.

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Ele se colocou à disposição e negou que houvesse qualquer tipo de preconceito, ou transfobia com a divulgação do sanduíche e que era apenas para publicitar de uma forma diferenciada, pelo humor, só que ele não tinha a noção que haveria essa conotação”, contou o ativista Germano. “Fiz uma nota de esclarecimento, pedindo desculpa e explicando a situação. Jamais queria ofender, jamais. Sou até fã de Pabllo Vittar”, explicou

Confira o pedido de desculpas da lanchonete abaixo: