Dolly Parton usa dinheiro de cover de Whitney Houston em prol da causa negra

Cantora country ajudou famílias negras com o dinheiro

Publicado em 3/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O ícone da música country Dolly Parton revelou o que fez com parte dos royalties do cover que Whitney Houston fez de sua canção “I Will Always Love You”. Em uma entrevista ao talk show de Andy Cohen, ela disse que usou o dinheiro para investir em um complexo de escritórios em um bairro negro de Nashville, nos Estados Unidos.

Parton escreveu e lançou a música originalmente em 1973 como uma despedida de seu então parceiro, Porter Wagoner. Houston fez o cover para a trilha sonora de seu filme The Bodyguard (1992). A faixa se tornou um grande sucesso e, de acordo com a Forbes, rendeu à Parton no mínimo US $ 10 milhões em royalties.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na atração, Parton revelou que decidiu investir esse dinheiro em um bairro predominantemente negro em Nashville chamado Sevier Park. Com Whitney em mente, ela sentiu que parecia “o lugar perfeito para ela estar”.

“Eram principalmente famílias negras e pessoas que viviam por lá”, disse Parton. “Era um shopping inteiro. E eu pensei, ‘Este é o lugar perfeito para eu estar.’”

“Eu apenas pensei, ‘Isso é ótimo, eu só vou ficar aqui com o pessoal dela, que são meu pessoal também. Eu amo o fato de que gastei esse dinheiro em um complexo e penso, ‘Esta é a casa que Whitney construiu.’”

Parton também falou sobre o fato de que ela nunca cantou um dueto com Houston, dizendo que embora nunca tivesse sido convidada, ela gostaria de ter feito.

Whitney Houston foi encontrada morta no dia 11 de fevereiro de 2012 em um quarto do Beverly Hills Hotel. De acordo com o laudo divulgado dias depois, a cantora, que estava com 48 anos, faleceu por afogamento acidental após consumir cocaína.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio