Drake é processado por fã que teve lesão cerebral após levar garrafada durante seu show

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo documentos judiciais obtidos pelo site The Blast, uma mulher chamada Amanda Giovacco teria entrado com uma ação na Justiça contra Drake. A mulher também teria entrado com uma ação contra o Madison Square Garden, contra um funcionário chamado Joseph Picco e a Live Nation Worldwide.

Amanda afirma que, enquanto estava no show, do rapper acabou sendo “violentamente atingida por uma garrafa de cerveja que foi jogada enquanto assistia à apresentação”. Seu depoimento alega que os réus não tinham segurança adequada no local e que o estabelecimento negligentemente serviu “quantidades excessivas de álcool” aos frequentadores. A ré alega ainda que impropriamente foi fornecida cerveja em garrafas de vidro em vez de copos de plástico, segundo documentos judiciais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA TAMBÉM: “Foi muito especial” afirma Anitta sobre antiga amizade com Pabllo Vittar

Além disso, os responsáveis pelo espetáculo não conseguiram controlar a multidão “ruidosa”, enquanto “eles sabiam que Drake tem uma história de violência em seus shows”, alegam os documentos do processo.

Amanda acabou “sofrendo uma lesão cerebral traumática e convulsões”, ambas “impedindo-lhe de frequentar a escola de medicina”, aponta o processo. O advogado de Giovacco, Joseph Napoli, declarou: “Madison Square Garden, o promotor e Drake deveriam ter impedido que garrafas entrassem ou circulassem dentro do prédio e fossem jogadas em um show. Seu futuro agora é precário“.

Os representantes do Madison Square Garden, da Live Nation e do rapper canadense Drake ainda não comentaram o caso.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio