dua lipa
A cantora britânica Dua Lipa (FOTO: Reprodução)

Recentemente Dua Lipa passou a ser uma das personalidades internacionais que apoiaram os brasileiros na campanha #EleNão, contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro. Nesta terça-feira (dia 9), a britânica mais uma vez comentou o assunto durante o tapete vermelho da premiação American Music Awards.

VEJA TAMBÉM: “Se Deus quiser não vai acontecer” afirma IZA sobre Bolsonaro como presidente

Durante uma entrevista, Dua Lipa afirmou que como artista prefere apoiar causas políticas, mesmo com todas as críticas que acaba recebendo depois. Perguntada pela repórter quais ideais ela costuma apoiar, a cantora relembrou do recente caso do Brasil. “Quero que meus fãs entendam que nessa sociedade o futuro está em suas mãos”, afirmou. “Recentemente ajudei meus fãs brasileiros com o #EleNão”, lembrou. Em seguida, Dua Lipa explica que ficou bastante decepcionada com a política feita pelo atual presidente norte-americano Donald Trump e que ela se interessa também pelas questões da política britânica.

Confira abaixo:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Dua Lipa acaba de falar sobre o #EleNao diretamente do American Music Awards!!! #dualipa

Uma publicação compartilhada por Dua Lipa Brasil (@dualipabrasil) em

Já no palco do American Music Awards 2018, Dua Lipa apostou nas suas parcerias recentes para apresentar na premiação. As faixas “One Kiss” (com Calvin Harris) e “Electricity” (com Diplo & Mark Ronson) ganharam uma performance com muita coreografia e contaram com um visual neon impactante enquanto uma chuva tomava conta do palco. Confira abaixo:

Dua Lipa expulsa fã apoiadora de Bolsonaro da área VIP do seu show

Dua Lipa passou a integrar recentemente o time de personalidades internacionais que aderiram à campanha #EleNao, contra a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, candidato conhecido por declarações consideradas misóginas, racistas e homofóbicas.

A cantora britânica, que já se manifestou pelo Twitter em defesa das mulheres e comunidade LGBTQ+, está trazendo o mesmo discurso para as suas apresentações e estaria negando privilégios para o público que manifesta apoio ao conservador candidato do PSL.

Através de sua contra no Instagram, a modelo brasileira Liziane Gutierrez alega ter sido expulsa da área VIP de um show de Dua Lipa em Las Vegas, nos Estados Unidos, por estar vestindo uma camiseta com uma estampa pró-Bolsonaro.

Eu fui convidada pro show da Dua Lipa que eu amo as músicas, estava entre a área reservada e uma outra bem na frente do palco. Na segunda música do show uma das seguranças pediu pra eu me retirar e eu perguntei o motivo (obviamente) até que a segurança após falar com alguém perguntou o que eu estava vestindo por baixo da minha blusa, e se eu poderia retirar minha t-shirt senão teria que me retirar dessa área separada, como estava com a minha mãe e realmente fiquei em estado de choque, fingi que nada aconteceu e fui assistir o final do show na área normal”, escreveu a modelo.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Por favor, LEIAM este post Tirei meus stories do show da Dua Lipa, e depois de pensar um pouco, sem estar com raiva, porem ainda chateada resolvi postar aqui e explicar oq aconteceu no show. Como oq ocorreu envolve um/uma brasileiro/a ou alguém que entende do que esta havendo no Brasil esse texto vai ser em português. Não vou acusar ninguém, porque não quero ser injusta e nao tenho provas concretas de onde veio a ordem, mas o fato foi: Eu fui convidada pro show da Dua Lipa que eu amooo as musicas, estava entre a area reservada e uma outra bem na frente do palco, na segundo musica do show uma das seguranças pediu pra eu me retirar e eu perguntei o motivo ( obviamente) ate que a segurança após falar com alguém perguntou oq eu estava vestindo por baixo da minha blusa, e se eu poderia retirar minha t-shirt senão teria que me retirar dessa area separada, como estava com a minha mãe e realmente fiquei em estado de choque, fingi que nada aconteceu e fui assistir o final do show na area normal. Agora to aqui pensando; Que merda é essa? Oq ta acontecendo? Oq eu fiz? Por q teria que tirar minha blusa? No que ela estava afetando a algo/alguém? Que tolerância e essa que so vem de um lado? Da onde surgiu isso que eu tinha que tirar a minha blusa? Foi da equipe do show? foi de alguém do Brasil que trabalhava ali? Eu preferia mil vezes estar furiosa, mas eu to chateada, sem saber como agir após esse constrangimento gratuito; eu não estava querendo afrontar ninguém, só demostrar minha opinião política sem ser perseguida; gente isso é surreal; SURREAL!!! Parabéns seja la quem foi que quis me retirar, geralmente eu faço barraco quando sofro injustiça, mas dessa vez eu to tao chateada que nao sei como agir eu so te digo uma coisa: EU VOU ATRAS pra saber da onde veio isso, porque se foi da produção do show realmente não tem muito oq eu possa fazer, alem de achar ridículo e hipócrita, agora se veio de alguém daqui de Las Vegas, EU TE GARANTO que vamos nos encontrar na justiça. #bolsonaro #bolsonaro2018 #anitta #jairbolsonaro #bolsomito #bolsonaropresidente #elesim #elesim17 #bolsonaropresidente2018 #somostodosbolsonaro #leirouanet #forapt #mulherescombolsonaro #lulanacadeia

Uma publicação compartilhada por Tierrez (@liziane_gutierrez) em

Afirmando ter sido vítima de “constrangimento público” no fim do texto publicado na legenda da postagem, Liziane ainda afirma que vai buscar “justiça”.

VEJA TAMBÉM: Little Mix homenageia Marielle Franco em divulgação do novo single

“Parabéns seja lá quem foi que quis me retirar, geralmente eu faço barraco quando sofro injustiça, mas dessa vez eu tô tão chateada que não sei como agir. Eu só te digo uma coisa: eu vou atrás pra saber da onde veio isso, porque se foi da produção do show realmente não tem muito o que eu possa fazer, além de achar ridículo e hipócrita, agora se veio de alguém daqui de Las Vegas, eu te garanto que vamos nos encontrar na justiça”, concluiu.