dua lipa
A cantora britânica Dua Lipa (FOTO: Divulgação)

Ed Sheeran, os Rolling Stones e Sir Paul McCartney estão entre as estrelas que vem pedindo por uma ajuda do governo britânico em prol da indústria da música diante da crise do novo coronavírus. Mais de 1.500 artistas, incluindo Rita Ora, Sir Rod Stewart e Coldplay, assinaram uma carta conjunta afirmando que o futuro é “sombrio” para centenas de milhares de trabalhadores do setor.

Outros músicos que assinaram o documento são Dua Lipa, Eric Clapton, Annie Lennox, Sam Smith, Liam Gallagher, Iron Maiden, Lewis Capaldi, e Little Mix. Os músicos assinaram uma carta endereçada ao Secretário da Cultura Oliver Dowden apelando por um apoio específico ao setor musical.

A carta adverte que o isolamento causado pela pandemia está tendo um impacto devastador no setor da música causando um estrago de 4,5 mil milhões de libras e prejudicando 210.000 vaga de trabalho.

Apesar de algumas empresas começarem a reabrir nesta semana no país, os show ao vivo continuam sendo proibidos por causa das preocupações com o distanciamento social. A carta da comunidade musical diz: “A música ao vivo britânica tem sido um dos maiores sucessos sociais, culturais e econômicos do Reino Unido na última década. Mas, sem um fim próximo para o distanciamento social ou apoio financeiro do governo ainda acordado, o futuro dos shows e festivais e das centenas de milhares de pessoas que neles trabalham parece sombrio.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

O documento afirma ainda: “Até que estas empresas possam voltar a funcionar, o que é provável que não aconteça antes de 2021, o apoio governamental será crucial para evitar rebeliões em massa e o fim desta indústria líder mundial”.

A carta apela para um “calendário claro e detalhado” para a reabertura de locais sem distanciamento social e também um “pacote abrangente de apoio às empresas e ao emprego”. Liam Gallagher afirmou: “Os espetáculos incríveis não acontecem sem uma equipe grandiosa atrás do palco, mas todos eles ficarão sem emprego, a menos que possamos voltar a fazer o que gostamos”.

View this post on Instagram

@glastofest Festival 2017

A post shared by Liam Gallagher (@liamgallagher) on

Dua Lipa disse: “É incrivelmente importante para artistas como eu falar e apoiar a indústria da música ao vivo no Reino Unido”.

Emily Eavis, organizadora de Glastonbury, disse: “Os locais, festivais, intérpretes e a população do Reino Unido trazem tanto para a cultura e economia deste país, mas enfrentam agora desafios financeiros desesperados.
Se o Governo não acelerar e apoiar as artes britânicas, podemos realmente perder para sempre aspectos vitais da nossa cultura”.

Juntamente da carta, centenas de artistas famosos vão hoje (THURS) começar a publicar filmes e fotografias do seu último show ao vivo nas redes sociais com o tópico #LetTheMusicPlay. Os fãs também serão encorajados a postar sobre o último show a que assistiram em apoio à indústria da música ao vivo do Reino Unido durante o isolamento.