Elvis Presley virou piada no início de sua carreira: ‘Ele será esquecido’

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Música e entretenimento sempre foram uma parte intrincada e amada da sociedade e do mundo. Ao longo de muitas décadas, as lendas musicais mostraram seus talentos notáveis ​​enquanto abriam caminho para futuras estrelas. Ao olhar para bandas, até hoje, nada se compara a grupos como The Beatles ou The Rolling Stones. Led Zeppelin, Michael Jackson e Bob Dylan são apenas algumas outras lendas musicais que impactaram a indústria com seus talentos e visões. Além de Elvis Presley, que foi um dos músicos mais influentes, carismáticos e apaixonados da história.

 Afinal, ele era conhecido como “O Rei do Rock ‘n’ Roll”. Dê uma olhada na educação de Presley, na carreira e no surpreendente ceticismo que ele enfrentou no início de sua carreira. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Empresário se arrepende de festa na casa de Elba Ramalho: “Pedi desculpas”

The Biography compartilhou um relato muito detalhado da vida do famoso músico. Presley, natural do Mississippi, nasceu em 1935. Alguns fãs de Presley podem ficar surpresos ao saber que o músico era na verdade um gêmeo, mas seu irmão, infelizmente, nasceu natimorto.

Enquanto crescia, a família do cantor não tinha muito dinheiro, mas tinha um forte senso de fé. No aniversário de 11 anos de Presley ele recebeu sua primeira guitarra e lealmente começou a perseguir seus sonhos musicais. O cantor gravou sua primeira demo por volta de 1953.

Pouco depois, a carreira e a reputação de Presley começaram a decolar com “Heartbreak Hotel”, o primeiro single de sucesso do músico. As performances de Elvis Presley e movimentos de dança marcantes também levaram a estrela a fazer várias aparições na televisão. 

Logo ficou claro que a presença de Presley era como nenhuma outra. Presley começou a atuar e apareceu em filmes como Love Me Tender. No entanto, a carreira de entretenimento do músico foi interrompida em 1957, quando o cantor foi convocado para a guerra.

Presley voltou do Exército em 1960 e não pareceu perder o ritmo voltando ao cenário musical. No entanto, a vida pessoal da estrela pareceu dar uma guinada.

Presley surpreendentemente se apaixonou como resultado de ser convocado. O cantor conheceu Priscilla Beaulieu enquanto estava na Alemanha, e os dois começaram a se ver.

Em 1967, a dupla oficializou seu amor, mas, infelizmente, seria de curta duração. Depois de se casar e formar uma família, Presley se divorciou em 1973.

A ex-esposa de Elvis Presley recebeu a custódia total de sua filha, Lisa Marie, e os problemas pessoais de Presley continuaram a crescer. Não era segredo que o músico lutava contra o vício das drogas.

No verão de 1977, a lenda musical morreu de insuficiência cardíaca como resultado do uso de drogas ilegais da estrela. A morte de Presley foi trágica e inesperada, mas sua carreira icônica e reputação perduram até hoje. Em retrospecto, é difícil acreditar que nem todos pensaram que Presley foi feito para a cena musical.

Dorothy Ricker estava escrevendo uma coluna para o Tampa Bay Times quando ela compartilhou sua opinião polêmica quando se tratava de Presley e sua carreira, relata Mental Floss. Ricker escreveu: “Ele não consegue cantar e toda a sua apresentação é rude e nojenta.”

Ela acrescentou que “em um tempo relativamente curto, ele será esquecido”. Surpreendentemente, Ricker não era o único sentindo desta forma. 

Em 1957, um escritor do Los Angeles Mirror revelou que queria “dar um tapa na cara de [Elvis] e mandá-lo cortar o cabelo”. É seguro dizer que esses críticos pareciam não ter ideia do que estavam falando.

Felizmente, Elvis Presley não deixou nenhuma crítica inicial atrapalhar e, até hoje, o cantor ainda é considerado uma lenda.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio