Em 13 anos, Britney Spears nunca teria pedido o fim da tutela

Equipe jurídica de Britney estaria por dentro de tudo sobre sua tutela

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Jamie Spears e sua equipe jurídica dizem que os Reps. Matt Gaetz e Jim Jordan estão errados quando se trata da tutela de Britney Spears.

A advogada de Jamie, Vivian Thoreen, diz desde o início que a tutela tem sido um sistema de freios e contrapesos com contas anuais, análises e opiniões de especialistas. Não só isso, Thoreen diz que Britney e sua própria equipe jurídica têm participado das decisões envolvendo a tutela ao longo dos anos

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

(FOTO: Reprodução TMZ)

VEJA TAMBÉM: “Sem sua força não teríamos este sucesso” afirma Janet Jackson sobre o falecido pai

Ela continua traçando a estrutura da tutela, dizendo: “A tutela do espólio de Britney era co-administrada por um fiduciário profissional privado e seu pai até o início de 2019. Naquela época, Britney solicitou em documentos judiciais que seu pai fosse o único tutor de sua propriedade. Sua tutela da pessoa não é administrada por seu pai, mas por um fiduciário profissional privado.”

Gaetz e Jordan chamaram os motivos de Jamie de “questionáveis” em uma carta obtida pelo TMZ na terça-feira (09). Thoreen claramente discorda disso também, dizendo-nos: “Jamie Spears cumpriu diligentemente e profissionalmente seus deveres como um dos tutores de Britney Spears, e seu amor por sua filha e dedicação em protegê-la são claramente evidentes para o tribunal.”

Não só isso, Thoreen aponta o fato de que em 13 anos Britney e sua equipe jurídica NUNCA entraram com uma petição para acabar com a tutela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio