Freddie Mercury
O cantor zanzibense Farrokh Bulsara mais conhecido como Freddie Mercury (FOTO: Reprodução)

No Instagram, uma página de fã dedicadas a Freddie Mercury chamada ‘Mercury_Mylove’, postou uma foto de Freddie com seu gato e compartilhou uma declaração de seu assistente pessoal, revelando seu amor e dedicação aos gatos.

A foto no post compartilhada por uma das páginas de fãs de Freddie Mercury apresentou Freddie posando com um de seus gatos em sua casa Stafford Terrace, em Londres, em 1978. Na legenda do post, uma declaração foi escrita por Peter Freestone, assistente pessoal ou Freddie. Peter explicou o quanto Freddie se importava com seus gatos, ‘Tom’ e ‘Jerry.’

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Freddie estava sempre tentando estar presente para seus gatos, mesmo enquanto ele estava fora de casa por um curto período de tempo. Como Peter afirmou quando Freddie estava fora de Londres por um tempo, ele muitas vezes ligava para Mary, sua parceira de longa data, e pedia que ela colocasse os gatos no telefone. Peter Freestone explicou a dedicação de Freddie a seus gatos:

“Sempre que Freddie estava fora de Londres, de vez em quando ele sentia vontade de ‘chamar os gatos’. Ele chega a um hotel, discamos para Stafford Terrace e ele realmente conversava com seus gatos. Mary segurava Tom e Jerry na direção do receptor para ouvir a conversa de Freddie. Isso continuou ao longo dos anos com todos os ocupantes felinos bem-sucedidos de suas casas “. Você pode ver a foto de Freddie Mercury com um de seus gatos e clique aqui para a fonte.

Antes da morte, Freddie Mercury gravou um vídeo dizendo quem ficaria com a sua fortuna. O artista fez história, ficou à frente da banda Queen e é um dos mais cantores do mundo. Os gatos eram a família de Freddie Mercury que o acompanharam nos altos e baixos.

O documentário, “Freddie Mercury: A Life in his Own Words” (Freddie Mercury: Uma Vida em Suas Próprias Palavras) lançado em 2019 fala sobre isso. Nos registros, ele diz que amaria Austin até o último momento. E, afinal, foi o que aconteceu.

Falando de Mary Austin, Mercury explicou o motivo de deixar seu patrimônio para ela:

“Caso eu vá primeiro, deixarei tudo para ela. Ninguém mais leva um centavo, apenas os meus gatos. Eu posso ter todos os problemas do mundo, mas eu tenho a Mary e isso me motiva… Eu ainda a vejo diariamente e gosto tanto dela hoje quanto sempre gostei.”, disse.

Eu vou amá-la até meu último suspiro”, diz Freddie no vídeo, gravado alguns anos antes de sua morte. Naquele momento, ele e Austin não estavam mais juntos. “Apenas dois indivíduos me deram tanto amor quanto eu dei a eles: a Mary, com quem eu tive um longo relacionamento, e nosso gato, Jerry. O meu vínculo com a Mary só parece crescer.”

Quando Freddie Mercury morreu, ele deixou a mansão, os bens e metade dos direitos às canções do Queen para a ex-namorada, enquanto a outra metade acabou ficando com os pais dele e sua irmã, Kashmira.