vitor kley
O cantor catarinense Vitor Kley (FOTO: Reprodução)

O single “Sou Um Zé Alguém”, lançado pelo Midas Music, chega às plataformas digitais nesta terça-feira (15). A música, feita em parceria entre Vitor Kley, Lourena e MC Estudante, produzida por Rick Bonadio, carrega uma mensagem de esperança e positividade aos jovens de todo o país.

“Sou Um Zé Alguém” faz parte do Quero Integral, movimento de apoio ao Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) nas escolas das redes públicas estaduais.

Um jovem visionário no meio da estrada / Eu acredito no meu sonho, vai valer a pena / A caneta pesa muito menos do que a enxada / Estudar é uma forma de vencer os seus problemas”, canta MC Estudante em um trecho da canção.

O sentido da música é incrível. Eu gosto muito da frase ‘Não sou um zé ninguém, sou um zé alguém’. Acho que passa uma mensagem muito real, de olhar e seguir em frente, olhar as coisas boas e não as ruins, e batalhar para se tornar uma grande pessoa para o mundo“.

Fiquei muito honrado de fazer parte desse projeto e de escrever o som com essa galera. É um trabalho para se orgulhar”, afirma Vitor Kley.

VEJA TAMBÉM: Anavitória e Duda Beat lançam clipe inspirado em clássicos do cinema cult

As gravações do clipe ocorreram em São Paulo e contaram com a criação de Rodolfo Barreto, direção de Fred Ouro Preto, estratégia e coordenação da Cause, consultoria de advocacy, engajamento e mobilização de causas.

Além dos artistas, estudantes do ensino integral participam das imagens rodadas na quadra e sala de aula de duas escolas. “Foi um grande prazer produzir essa música. Além de trabalhar com três artistas fantásticos, ainda falamos de um tema de extrema importância para o jovem”, diz Rick Bonadio.

O Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) promove o desenvolvimento integral dos jovens, com uma formação multidisciplinar conectada com sua realidade e com extensão da carga horária de 7h a 9h diárias.

No modelo integral, os estudantes têm aulas de projeto de vida, eletivas, práticas laboratoriais e contam com o apoio de um professor tutor. Atualmente 4 mil escolas das redes estaduais oferecem o modelo no Brasil, o que representa apenas 11% das matrículas do Ensino Médio.

O movimento Quero Integral, articulado pelo Instituto Sonho Grande, quer levar o modelo a mais jovens e famílias e incentivar novas matrículas.