Tiago Iorc
O cantor brasiliense Tiago Iorc (FOTO: Reprodução)

Felipe Simas, atual empresário da dupla Anavitória, usou seu Twitter para dar sua versão da briga entre a dupla e o cantor Tiago Iorc após elas revelarem em sua live que o cantor não liberou a gravação da música Trevo, composta por eles três, para um novo projeto.

Felipe começou afirmando considerar “gravíssima a ACUSAÇÃO pública de Tiago Iorc em relação à uma eventual sabotagem minha na sua carreira“. Ele completou dizendo que “Assuntos assim devem ser tratados na justiça”.

Na sequência, disse que a “CENSURA que Tiago Iorc fez ao lançamento de uma versão ao vivo da música Trevo é um FATO“.

Felipe continua: “Ele diz que isso deveria ser um assunto privado, mas, curiosamente, se nega a dialogar com Ana e Vitória há mais de dois anos

VEJA TAMBÉM: Anitta dança de biquíni com Gui Araújo e recebe tapinha no bumbum

Ele continuou falando que sua relação profissional com o cantor “não deveriam servir de MOTIVAÇÃO para ele prejudicar o trabalho de Anavitória. Censurar um artista a interpretar sua própria música é um ATAQUE À ARTE

O empresário mencionou que “LIBERAR uma música não significa abrir mão dos direitos dela, mas, sim, apenas autorizar o lançamento dela. Como resultado, todos os autores são recompensados igualmente pela performance da música”.

E concluiu: “Tiago Iorc afirma que Ana e Vitória NÃO SABEM DA MISSA A METADE. Pois, caro Tiago, elas sabem sim da MISSA INTEIRA e de tudo mais. Não as subestime.”

Em uma entrevista dada a revista Quem Felipe ainda deu mais detalhes sobre a briga dos cantores.

Ele não fala com elas desde maio de 2018. Foram várias tentativas da parte das meninas em estabelecer um diálogo, mas ele não deu abertura. Acho estranho e incoerente ele agir dessa forma agora dizendo que deveriam resolver isso na esfera pessoal. Se houve algum problema na minha relação profissional com ele, que isso seja tratado diretamente comigo ou na justiça e não descontando e punindo-as, com uma censura ao trabalho delas“, disse, e ainda afirmou terem outras três músicas co-escritas por Tiago que também foram vetadas.