Michael Jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

No final dos anos 1970, Michael Jackson cantou uma música escrita por Paul McCartney e este foi apenas o início de uma parceria entre o ex-Beatle e o futuro “Rei do Pop”.

Durante as gravações de Thriller, o álbum mais vendido de todos os tempos, os dois cantaram juntos no estúdio a música The Girl Is Mine que fez um grande sucesso, mas “Say Say Say”, lançada no ano seguinte, tornou-se um sucesso muito maior para a dupla. 

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Nessa época, McCartney e Jackson ficaram muito próximos. Segundo algumas fontes, foi então que o ex-Beatle explicou a Jackson os benefícios de possuir os direitos autorais das próprias composições. 

Em 1985, Jackson comprou todo o catálogo dos Beatles. Embora McCartney tivesse chance de recuperá-lo, ele considerou a compra de Jackson “desonesta”. Foi ai que a amizade deles começou a esfriar.

Em 2006, McCartney revelou ao New York Post que tinha ressentimentos de Jackson pela fortuna que as músicas creditadas a Lennon-McCartney lhe trouxera.

Enviei algumas cartas a Jackson“, disse McCartney (via ABC News). “E eu escrevi: ‘Michael, você não acha que, depois de 30 anos sendo razoavelmente bem-sucedido, eu não posso ganhar um aumento?‘”

De acordo com McCartney, Jackson retrucou que eram “apenas negócios“, e parou de respondê-lo logo após. Depois que Michael Jackson morreu, em 2009, McCartney afirmou que teve a honra de conhecê-lo e trabalhar com ele. E até hoje o ex-Beatle paga para apresentar as próprias músicas.