Esposa de Ozzy Osbourne se retira de programa após ser acusada de racismo

Diversas pessoas acusaram a apresentadora de preconceito

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sharon Osbourne, a esposa de Ozzy Osbourne está envolvida em uma polêmica bastante cabeluda! Após ser acusada de racismo nos bastidores de seu programa “The Talk”, vieram à tona novas ofensas que, supostamente, a apresentadora teria feito.

A repórter Yashar Ali publicou um artigo em seu site onde cita diversas fontes para provar que Sharon foi racista no passado. Yashar começou a investigar o programa The Talk em 2018, na época em que o ex-presidente executivo da CBS, Les Moonves, foi acusado de má conduta sexual. Moonves é casado com Julie Chen, que apresentava a atração.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na publicação, Ali diz que Sharon Osbourne usou os termos racistas, como “olhos puxados” para falar sobre Chen.

Além disso, as acusações também apontam homofobia por parte de Sharon. Ela teria dito que Sara Gilbert, ex-apresentadora abertamente lésbica, é “comedora de sardinha” e “lambedora de b*ceta”.

O artigo cita também a atriz Leah Remini, que também participou do programa. Remini afirma que sofreu bullying e racismo, além de admitir ter feito isso ela mesma. Segundo ela, o The Talk é um “ambiente tóxico”, onde foi “facilmente manipulada”.

Yashar Ali entrou em contato com a equipe da esposa de Ozzy Osbourne, que declarou:

“A única coisa pior do que um ex-funcionário insatisfeito é um ex-apresentador de talk show insatisfeito. Por 11 anos, Sharon foi gentil, cordial e amigável com seus anfitriões, chegando a dar festas para eles, convidá-los para sua casa no Reino Unido e outros gestos de gentileza. Sharon está desapontada, mas imperturbável e dificilmente surpresa com as mentiras, a reformulação da história e a amargura que estão surgindo neste momento. Ela vai sobreviver a isso, como sempre fez, e seu coração permanecerá aberto e bom, porque ela se recusa a deixar que os outros a derrubem. Ela agradece sua família, amigos e fãs por apoiá-la e conhecer sua verdadeira natureza.”

Após primeira acusação, o programa adiou o retorno das filmagens

A esposa de Ozzy Osbouren, Sharon Osbourne, está sendo acusada de racismo. Com isso, o programa ‘The Talk’ acaba de estender a pausa nas gravações para que o canal americano CBS investigue.

Sharon Osbourne (FOTO: Reprodução)

Em um comunicado ao Hollywood Reporter, um porta-voz da CBS disse que a rede “está comprometida com uma diversidade, local de trabalho inclusivo e respeitoso em todas as nossas produções. Também estamos muito atentos às importantes preocupações expressas e às discussões em andamento sobre os eventos no The Talk. Isso inclui um processo em que todas as vozes são ouvidas, as alegações são investigadas e as ações apropriadas são tomadas onde necessário. O programa estenderá seu hiato de produção até a próxima terça-feira, enquanto continuamos a revisar essas questões”.

VEJA MAIS: Após boicote de The Weeknd, Cardi B quebra o silêncio sobre o Grammy

Desde o anúncio, surgiram novas reclamações contra Sharon Osbourne. O jornalista Yashar Ali disse que falou com 11 pessoas – incluindo a ex-apresentadora Leah Remini, que foi despedida após a primeira temporada ao lado de Holly Robinson Peete – sobre comentários que a esposa de Ozzy Osbourne fez ao longo dos anos.

Com isso, a emissora CBS emitiu um comunicado falando que a esposa de Ozzy decidiu se afastar do programa: “Os eventos da transmissão de 10 de março foram perturbadores para todos os envolvidos, incluindo o público que assistia em casa. Como parte de nossa revisão, concluímos que o comportamento de Sharon em relação a seus co-anfitriões durante o episódio de 10 de março não se alinha com nossos valores de um local de trabalho respeitoso”, disse a emissora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio