A cantora Demi Lovato (FOTO: Reprodução)

Desde que saiu da clínica de reabilitação, Demi Lovato tem sido vista na companhia de um empresário do ramo da moda de luxo. O escolhido foi Henri Alexander Levy, que também se recuperou de vícios na mesma instituição de reabilitação escolhida pela artista. O problema é que os fãs da cantora começaram a resgatar algumas polêmicas envolvendo o estilista.

VEJA TAMBÉM: Simon Cowell planeja versão do X-Factor com antigos participantes

O jovem empresário tem alguns processos envolvendo seu nome. Henri Alexander Levy responde judicialmente por acusações envolvendo xenofobia e racismo, incluindo referências ao nazismo.

Algumas das peças de roupa produzidas pela grife do novo namorado de Demi Lovato precisaram ser retiradas de circulação por um motivo bastante sério: estampas nazistas. Confira abaixo:

(FOTO: Trashi Magazine)

Houve uma infinidade de controvérsias em torno da marca e seus projetos. A marca orgulha-se de extrema provocação, com insígnias nazistas e imagens pornográficas obscenas. Nos últimos anos por exemplo, a grife criou uma camiseta com o Pato Donald estampado com uma suástica dando uma saudação nazista. Eles também criaram outra camisa que mostrava o Mickey Mouse, adornado com uma suástica, se envolvendo em relações sexuais agressivas com uma Minnie Mouse agredida.

Paparazzi chegaram a fotografar o casal neste fim de semana, no estacionamento de um restaurante. O encontro dos dois aconteceu no mesmo dia em que Demi recebeu uma indicação ao prestigiado prêmio Grammy por seu dueto com Christina Aguilera em “Fall In Line”.

O estilista Henry Levy possui 27 anos de idade, apenas um a mais que Demi Lovato. 

VEJA TAMBÉM: Namorado de Lauren Jauregui é preso mais uma vez por porte de cocaína

Vale lembrar que no mês de novembro, o TMZ chegou a publicar fotos de Demi Lovato com o estilista jantando em um restaurante em Los Angeles.

Numa entrevista à revista Complex, o estilista relatou que sua primeira crise contra a dependência química aconteceu aos 15 anos, quando ele foi internado pela primeira vez. “Eu era bem ferrado no ensino médio. Fui pego com drogas e coisas do tipo”, revelou à revista.