Ex-integrante do Legião Urbana critica possível documentário sobre Renato Russo

Ex-baterista da banda desmentiu produtora que quer fazer o documentário do cantor

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O eterno baterista da Legião Urbana, Marcelo Bonfá fez uma publicação em seu Instagram recentemente, e falou do documentário sobre Renato Russo. O projeto seria realizado pela produtora Gávea Filmes a partir do acervo pessoal do vocalista, avalizado pelo herdeiro Giuliano Manfredini.

(FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com Bonfá, a matéria traz algumas inverdades. Confira:

“Corrigindo algumas informações equivocadas que são veiculadas com frequência pela empresa Legiao Urbana. Ok,vamos deixar claro algumas coisas. A matéria jornalística q foi publicada hoje e fala sobre um possível documentário do Renato Russo, tem muitas inverdades.

Na matéria a produtora diz que para eles não importa se o Renato brigou com a banda ou seja, sobre uma suposta cisão entre a banda, uma cisão que nunca houve. Isso é tão ficção científica quanto a versão da música Faroeste Caboclo feita no filme desta produtora que desfigura a nossa música.

O acervo da Legião Urbana a que se referem na matéria e que foi conquistado pela empresa Legião Urbana Produções de Giuliano Manfredini numa operação policial de invasão à casa de fãs e dos produtores que legalmente tinham este material quando catalogaram para a banda através das autorizações da banda, da gravadora e da própria família do Renato, não pertence a empresa Legião Urbana Produções mas sim à banda Legião Urbana e à gravadora da banda. Portanto a empresa deles não pode usar qualquer deste material.

Também não é verdade o que dizem sobre a empresa dele ter nos proibido de usarmos o nome da banda em shows. A sentença da justiça diz exatamente o oposto, que podemos usar e se “alguém” tentar atrapalhar será passível de multa. Tranquilizo aqui a todos vcs dizendo mais uma vez que vcs tem o melhor de nós através de nossos discos e que versões não autorizadas pela banda não tem a menor relevância para os conceitos artistas, éticos, morais subjetivos e esotéricos trabalhados por nós ao longo de décadas.”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio