Ex quebra o silêncio após Nego do Borel ser indiciado por agressão

Publicado em 21/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nego do Borel voltou a virar assunto após ser indiciado por violência doméstica contra a ex-namorada Swellen Sauer, na última terça-feira (21). Agora, a assessora de imprensa decidiu se pronunciar sobre a investigação e concedeu uma entrevista ao Jornal Extra.

De acordo com as investigações da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, na zona oeste da cidade, a jovem foi vítima de diversas agressões cometidas pelo artista. Os dois mantiveram um namoro entre 2012 e 2015.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda não posso dizer que estou aliviada, porque ser indiciado não quer dizer nada, até porque, é a minha palavra e a palavra de uma testemunha contra a dele, que insiste em negar, mesmo não sendo só uma ex-namorada dizendo que foi agredida e que ele tem esse comportamento agressivo”, disse Swellen.

Swellen Sauer (Foto: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Criador de série famosa DETONA participação de Justin Bieber: “Problemático”

“Não desejo que ele seja preso, que eu acho que é a ponta dessa história. Mas não vou mentir, embora a denúncia não tenha partido de mim, tenha sido do Ministério Público, ele, de forma justa, precisa pagar de alguma forma. Como vai ser isso, aí eu não sou juíza para decidir. Que a Justiça entenda como ele tem que pagar por esse dano psicológico que ele causou não só a mim, mas a todas as outras meninas que falaram que sofreram a mesma coisa que eu sofri”, declarou.

Sauer disse que só revelou as agressões após Duda Reis, ex-noiva de Nego do Borel, expor nas redes sociais o comportamento agressivo do funkeiro, em Janeiro deste ano. Na época, a influenciadora denunciou o cantor por agressão, estupro e ameaça de morte

“As pessoas não estavam acreditando muito nela, porque ela podia estar com raiva por ter terminado uma relação de traição. E como o meu caso tinha passado muito tempo, essa raiva não existia e não existe. É claro que fica uma mágoa, que eu achei que já tivesse sido curada. Eu já entendi e aceitei isso: que vai ser uma dor, uma cicatriz eterna e que eu vou sempre lembrar todas as vezes que tocarem nesse assunto”, contou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio