axl rose
O músico norte-americano Axl Rose (FOTO: Reprodução)

Um fã do Guns N’ Roses vem sendo processado pela gravadora dos roqueiros por ter vazado nada menos que 97 faixas inéditas da banda. As canções teriam sido gravadas pelo grupo entre os anos de 2000 e 2001, segundo informações do site TMZ. 

Rick Dunsford, acusado de vazar o material inédito do grupo, é fanático pela banda tendo tatuado o nome dos integrantes no braço e chegando a batizar inclusive seu filho de Axl. O apaixonado fã teria conseguido as faixas inéditas num acervo vendido num leilão feito pelo agente do Guns, Tom Zutaut. O rapaz teria pago cerca de 15 mil dólares pelo material inédito (quase 60 mil reais pela cotação atual). 

“É terrivelmente triste que um executivo da indústria fonográfica que teve envolvimento com a banda no começo da sua carreira tenha achado apropriado leiloar material inédito de seus antigos empregadores”, afirmou um representante do Guns.

Segundo informaçoes do TMZ, o grupo até chegou a entrar em acordo com o fã, tentando reembolsar o valor que ele gastou. Porém a gravadora Universal acusa o rapaz de planejar com amigos o vazamento do material um mês após ter recebido o reembolso. Rick Dunsford, em outubro, afirmou que passou a ser proibido de frequentar os shows do Guns N’ Roses.

VEJA TAMBÉM: MC Gui é acusado de maltratar outra criança com câncer

Dunsford nega que tenha planejado o vazamento das dezenas de canções e responsabiliza outro indivíduo que teria conseguido um outro CD com algumas sessões em estúdio do Guns N’ Roses gravadas entre 1999 e 2001. “Quando cair na Internet, vou levar a culpa”, chegou a afirmar Rick.