michael jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução)

Com a polêmica exibição do documentário “Leaving Neverland” no Festival de Cinema de Sundance, na sexta-feira (dia 25), o mundo reviveu todas as acusações de abuso sexual infantil contra Michael Jackson.

O filme, que deverá ganhar em breve uma exibição pela HBO, traz depoimentos de duas supostas vítimas do cantor e levanta evidências que comprovam as acusações, deixando poucas margens para dúvidas.

Dias depois do delicado assunto voltar à tona, a família de Michael Jackson resolveu se manifestar e publicou um comunicado criticando os testemunhos presentes no documentário “Leaving Neverland”. Vale ressaltar, que estas acusações já chegaram a ser julgadas judicialmente, resultando numa absolvição do cantor, que acabou saindo do julgamento inocente.

VEJA TAMBÉM: Lady Gaga e Bradley Cooper apresentam Shallow pela primeira vez juntos

“Michael sempre deu o outro lado do rosto, e nós sempre demos o outro lado do rosto quando as pessoas vêm atrás de membros de nossa família – esse é o jeito Jackson. Mas nós não podemos simplesmente assistir enquanto esse linchamento público continua…”, explicou a família no comunicado.

“Michael não está aqui para se defender, do contrário essas alegações não teriam sido feitas”, acrescentou o comunicado.

O mensagem feita pela família de Michael Jackson considera as supostas vítimas do cantor como “mentirosas” e conclui: “Nós somos orgulhosos no que Michael Jackson representa.”

Transmitido pela primeira vez durante o Festival de Sundance, o documentário “Leaving Neverland” ainda não possui previsão de estreia em circuito comercial. O filme será exibido em duas partes pela HBO nos Estados Unidos, e tem previsão de estreia para a primavera norte-americana.