FBI recebe cartas afirmando que Kurt Cobain foi assassinado

O cantor foi encontrado morto no dia 5 de abril de 1994

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O líder do Nirvana, Kurt Cobain, foi encontrado morto no dia 5 de abril de 1994, em sua casa em Seattle, nos Estados Unidos, e desde então sua morte foi dada como suicídio. Mas isso não parece ter terminado por aí.

Após a morte do músico começaram a surgir alguns rumores que Kurt havia sido assassinado, e claro que na ocasião, sua esposa, Courtney Love, era a maior suspeita.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Kurt e Courtney (FOTO: Reprodução)

Porém, diversas perícias mostravam que Kurt realmente tirou a própria vida, atirando contra a própria cabeça. Mas isso não fez com que as pessoas acreditassem totalmente nessa versão.

E agora, 27 anos depois da morte do músico, (que morreu aos 27 anos), o FBI compartilhou uma nova linha de investigação, e um arquivo de 10 páginas com mais informações sobre o acontecimento foi revelado.

Segundo informações do K Boing, o FBI teria recebido duas cartas que diziam que Kurt Cobain foi assassinado.

VEJA MAIS: Site expõe dossiê sobre supostas traições de Nego do Borel; confira!

A identidade das pessoas que enviaram a carta, foram preservadas. Mas uma delas, que tem a data de setembro de 2003, menciona que os fãs desejam que a verdadeira causa da morte do cantor seja revelada. “Milhões de fãs ao redor do mundo gostariam de ver as inconsistências em torno da sua morte serem resolvidas de uma vez por todas“, escreveram.

A outra carta, segue a mesma linha. “A polícia responsável pelo caso nunca levou a sério a investigação como um assassinato, e desde o início insistiu que o que aconteceu foi suicídio. Isso me incomoda porque o assassino ainda está à solta“, afirmaram.

Alguns “investigadores por conta própria” chegaram a levantar teorias sobre o assunto. E um deles afirma que: “Não há impressões digitais na arma que ele supostamente usou para se matar“, disse.

E outros, também criaram hipóteses sobre a ‘carta de despedida’ do músico. “Não dizia nada sobre a vontade de se matar, a não ser em uma parte ao final que foi adicionada depois, com outra letra“, afirmam.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio