fernando holiday
O ativista Fernando Holiday (FOTO: Reprodução)

Fernando Holiday decidiu ousar em sua campanha de reeleição para vereador. Inspirado na abertura do seriado “Um Maluco no Pedaço”, de Will Smith, Holiday postou a campanha “Um Vereas No Pedaço” em seu canal do YouTube e já acumula mais de 90 mil visualizações.

O político usou a letra da música para fazer diversas provocações à esquerda e ao movimento negro e acabou dando o que falar na web. No dia, o rapper Emicida chegou a criticar a repercussão do vídeo: “Uma pá de gente séria e talentosa, se mata de trabalhar e vocês num dão um RT. Canalha mal intencionado usa a palavra rap, vocês colocam ele na timeline de todo mundo”, disse ele.

Mas, de acordo com o veículo Diário do Centro do Mundo, a polêmica envolvendo o vídeo vai muito além das críticas.

Tudo porque o político utilizou assessores do seu gabinete e de um deputado ligado ao MBL na propaganda, gravada em um horário em que eles deveriam estar trabalhando.

Três assessores de Holiday participaram da produção. São eles: o assessor de gabinete Lucas Pavanato de Oliveira, que recebe R$ 4,8 mil de salário, o assessor especial Vitor Hugo Liasch Siqueira, que ganha R$ 4 mil, e Caue Del Valle de Araujo que é chefe de gabinete de Holiday e recebe R$ 19 mil.

(Assessores de Fernando Holiday na gravação/Foto: Reprodução Diário do Centro do Mundo)

Além disso, Augusto Zacarias Correa Leite, que recebe R$ 6,3 mil para atuar como assistente parlamentar do deputado estadual Arthur MamãeFalei Moledo do Val, também aparece no clipe.

(Augusto Zacarias Correa Leite/Foto: Reprodução Diário do Centro do Mundo)

De acordo com os registros feitos nos Stories do Instagram, a gravação do clipe de Holiday teria ocorrido às 15hrs, durante o horário que ele e seus assessores deveriam estar trabalhando para a Câmara Municipal de São Paulo.