Filha de Belo é solta um mês após ser presa por aplicar golpes eletrônicos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (7), sadora Alkimin Vieira, filha mais nova do cantor Belo, deixou o Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, no Rio de Janeiro. No começo de novembro, ela havia sido presa suspeita de integrar quadrilha que aplicava golpes eletrônicos nas vítimas.

A estudante foi presa junto de outras 11 mulheres pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD). Segundo informações, as mulheres induziam as vítimas a repassar dados bancários e entregar cartões de crédito a motoboys. Em seguida, a quadrilha utilizava os cartões das vítimas e gerava grandes prejuízos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De acordo com os agentes, a estimativa é que a organização lucrava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês.

Isadora e Belo (FOTO: Reprodução)

VEJA MAIS: Jojo Todynho leva bronca após passar a mão em parte íntima de Mariano

No entanto, hoje, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou que sete delas tivessem a prisão preventiva revogada – dentre elas a filha de Belo. Agora, elas devem cumprir medidas cautelares, como informar as autoridades sobre suas atividades uma vez por mês, não sair de casa durante a noite e não entrar em contato com as supostas vítimas.

O advogado Ronaldo Brito, que representa a suspeita Kamia Ribeiro, revelou ao UOL que elas foram soltas por não terem antecedentes criminais.

“No meu caso comprovamos que a acusada era primária, portadora de bons antecedentes. Com isso, não oferece perigo à ordem pública sendo garantido a presunção de inocência. As demais foram soltas no mesmo sentido”, contou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio