paris jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson ao lado de sua filha Paris (FOTO: Reprodução)

A modelo e atriz Paris Jackson, parece estar dividida. Enquanto a imprensa mundial continua estimulando as discussões em torno da suposta pedofilia do seu pai, o cantor Michael Jackson, a jovem artista opta por manter o silêncio. Paris Jackson chegou a publicar uma mensagem no Twitter nesta semana, mas apagou o tuíte momentos depois. A curta mensagem tratava-se de uma resposta para um veículo onde ela declarava neutralidade na delicada questão envolvendo seu pai.

A manchete da notícia trazia a seguinte frase “Paris Jackson acredita que seu pai, Michael, é inocente nas acusações de abuso sexual”. Em resposta ao título da nota, Paris Jackson publicou a seguinte mensagem: “Eu na verdade não fiz qualquer declaração ainda, especialmente em relação a como isso afeta minha vida profissional. Vocês estão deduzindo. Pelo menos, essa não foi uma matéria nojenta e agressiva”. O tuíte, contudo, acabou sendo logo apagado pela artista momentos depois da publicação.

VEJA TAMBÉM: Ex-marido de Anitta acusa o pai da cantora de não tê-la apoiado durante a depressão

As últimas semanas vêm sendo bastante difíceis para a família Jackson. Com base nos testemunhos de duas supostas vítimas, que andavam com Michael quando ainda eram crianças, antigas suspeitas acerca de um suposto comportamento predatório de Michael Jackson voltaram à tona. Os testemunhos estão presentes no longa-metragem Leaving Neverland que vem ganhando grande repercussão ao trazer novas evidências que apontam para supostos casos de pedofilia de Michael Jackson. Algumas rádios americanas e ao redor do mundo, vale ressaltar, estão eliminado as músicas do cantor de sua programação.

Jackie Jackson, irmão de Michael, afirmou que as acusações contra o cantor são “devastadoras”. “Os filhos dele estão passando por momentos difíceis. É doloroso para eles”, comentou. A irmã mais famosa do cantor, a cantora Janet Jackson, prefere manter-se calada e ainda não se manifestou sobre os recentes depoimentos expostos pelo documentário da HBO.

Músicas de Michael Jackson sofrem boicote nas rádios após denúncias de pedofilia

A polêmica envolvendo o documentário “Leaving Neverland”, que aborda supostos casos de pedofilia de Michael Jackson, continua tomando grandes proporções. O longa-metragem que traz depoimentos de vítimas e também novas provas contra o cantor, agora teria influenciado nas execuções das músicas de Michael Jackson nas rádios.

De acordo com a imprensa britânica, algumas rádios internacionais estão eliminando as músicas de Michael Jackson de sua programação por causa da “atmosfera tóxica” que passou a envolver o nome do cantor.

VEJA TAMBÉM: Homem é preso pela segunda vez tentando invadir a casa de Taylor Swift

E as estações que optaram por banir as canções do cantor de seus programas não são poucas. São ao todo 23 estações do Canadá, duas da Nova Zelândia além de estações de rádio da Holanda e também da Noruega. No Reino Unido, a BBC 2 tem discretamente retirado as músicas do cantor de sua programação, mas sem formalmente em um boicote.

As histórias apresentadas pelo documentário vem sendo veementemente negadas pela família de Michael Jackson. Os familiares do cantor já iniciaram um processo contra o diretor Dan Reed e as supostas vítimas do cantor, Wade Robson e James Safechuck.