Filha de Ozzy Osbourne revela que seu vício em drogas e álcool começou cedo

Publicado em 2/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A filha de Ozzy Osbourne, Kelly Osbourne tem sido honesta sobre sua jornada com o vício e o processo de recuperação. A herdeira admitiu que seu vício em drogas e álcool começou quando ela era uma adolescente e cresceu sob os holofotes como a filha mais nova da lenda do rock.

A estrela concedeu uma entrevista na série ‘Red Table Talk do Facebook Watch’, onde detalhou as origens de seus problemas de abuso de substâncias e a recente recaída da sobriedade durante a pandemia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Luísa Sonza acusa YouTube de boicotar novo clipe por ‘conteúdo explícito’

Kelly admitiu que seu vício em drogas começou quando ela recebeu Vicodin após uma operação para remover suas amígdalas quando ela tinha 13 anos.

‘Era tudo de que eu precisava’, disse ela aos apresentadores Jada Pinkett Smith, sua filha, Willow Smith, e sua mãe, Adrienne Banfield-Norris. Osbourne disse que a droga silenciou suas inseguranças e “parecia que a vida me deu um abraço”. 

A filha de Ozzy Osbourne revelou que seu deslize de sobriedade aconteceu em meio a quarentena por conta da Covid-19, já que as coisas estavam começando a se abrir novamente em todo o país. 

‘Eu estava sozinha, sentado à beira de uma piscina e esperando que alguém viesse ter uma reunião comigo. E eu vi essa mulher e seu marido tomarem uma taça de champanhe. Pareceu muito bom e eu pensei, “Eu posso fazer isso também”, disse ela. ‘E no dia seguinte, eu tomei dois copos. E no dia seguinte, foram as garrafas.”  

Ela disse ao The Sun: ‘”Mas passou de tomar uma bebida aqui, uma bebida ali para literalmente três garrafas de champanhe e 24 White Claws por dia.’”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio