A cantora paulista Vanusa (FOTO: Reprodução)


Neste domingo (08), o Brasil ficou devastado com a notícia de que Vanusa havia morrido aos 73 anos após enfrentar por anos diversos problemas de saúde.

A cantora foi uma das artistas mais consagradas do país, dona de diversos hits nos anos 70, estrela de um musical no fim dos anos 90 e aclamada em diversas apresentações.

Porém, uma dessas apresentações foi um gatilho para a artista desenvolver um quadro de depressão: A tão conhecida performance do Hino Nacional na Assembleia Legislativa de São Paulo.

VEJA TAMBÉM: Aos 21 anos de idade, rapper americana morre de forma misteriosa

No velório da cantora, Rafael Vanucci, seu filho, comentou sobre isso: “Muita gente conhece a Vanusa só por ter errado o hino nacional“.

Peço por favor para que você entre na internet e veja uma música chamada Mudanças. Essa música vai mudar a sua vida, como mudou a da minha mãe todas as vezes que ela cantou essa música“, aconselhou.

Por conta de suas doenças, Vanusa errou a letra da música e, sem pensar nas condições, a mídia e a web começaram a tratar o assunto como piada.

A cantora disse em 2015 que esse episódio foi “a gota d’agua” para desencadear sua depressão.

Eu trabalhei muito a minha vida inteira, a minha vida toda trabalhando e trabalhando. Chegou uma hora que me esvaziei, entrei em depressão e conversando com um amigo eu disse: ‘ou me interno ou me mato’”, contou na época.

FOTO: Reprodução

Pioneira, Rafael ainda lembrou: “Ela transcendeu a música numa época em que ninguém falava de outras coisas. Não podia falar de racismo, feminismo, de amor“.

Foi a primeira cantora a colocar barriga de fora, a primeira a gravar uma música falando de Deus, contra as drogas. Ela falou de Chico Xavier quando ninguém o conhecia. Ela foi a voz da abertura Fantástico“, finalizou.