michael jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

O novo filme de Paris Jackson e Bella Thorne, “Habit”, vem dando o que falar nos Estados Unidos. A filha de Michael Jackson interpreta Jesus no longa e uma nova petição busca impedir a distribuição do filme apelidado como a “maior blasfêmia de Hollywood”.

O portal change.org criou uma petição que alega que Habit descreve Jesus como uma mulher lésbica e busca impedir que o filme seja lançado.

Paris Jackson's portrayal of Jesus in upcoming film <em>Habit</em> draws outrage. (Photo: Janell Shirtcliff)

“O filme Habit estrelado por Paris Jackson, que interpreta o papel de ‘Jesus lésbico’ é um desrespeito. Os distribuidores ainda não o lançaram, então, por favor, espalhe a consciência e acorde as pessoas sobre esse lixo cristofóbico que é espalhado hoje em dia, mas que de alguma forma, tem sido aceito e elogiado pela sociedade”, diz a petição. Na manhã desta quinta-feira (2), mais de 270.000 pessoas assinaram a petição para que o filme não seja distribuído.

Esta não é a primeira petição que visa impedir a distribuição de Habit, alegando que a história distorce o gênero de Jesus Cristo.

VEJA TAMBÉM: Vídeos sensuais de Anitta são publicados em site pornô

“Esse filme retrata a figura religiosa vestindo uma túnica tradicional, cabelos despenteados, incluindo uma trança e um piercing no nariz”, diz a petição. “Este filme zomba do cristianismo e ridiculariza as pessoas de fé”, diz outra petição onde mais de 70 mil pessoas assinaram.

De acordo com o release do filme, a história segue Thorne, “uma garota inteligente e festeira com um fetiche de Jesus”, e que “se envolve em um violento negócio de drogas e encontra uma saída possível; disfarçando-se de freira.”

Nas redes sociais, Bella Thorne debochou da petição da Change.org: “Porque Jesus é uma mulher … uau! Uau”, provocou a atriz no Instagram.

Bella Thorne reacts to Change.org petition. (Photo: Bella Thorne via Instagram)

A petição ganhou ainda mais força, após a estreia da série de Paris Jackson e Gabriel Glenn no Facebook. No documentário, a filha do rei do pop revela que namorou mais mulheres do que homens, e que o público não tem ideia sobre os seus relacionamentos. A atriz de 22 anos também revelou que esteve em um relacionamento com um homem trans.

Paris Jackson não quis comentar sobre as petições pedindo a retirada de seu filme.