‘Framing Britney Spears’ é indicado como Melhor Documentário de 2021

O projeto trouxe à tona os abusos da tutela da cantora

Publicado em 13/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

‘Framing Britney Spears’, documentário que expôs o abuso da tutela da cantora, foi indicado como Melhor Documentário no Emmy 2021. O projeto que está disponível na Globoplay no Brasil, conta alguns detalhes de como foram os últimos 13 anos para a eterna Princesinha do Pop.

A cerimônia oficial do Emmy 2021 acontecerá dia 19 de setembro, nos Estados Unidos. No Brasil, a transmissão acontecerá na TNT.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

VEJA MAIS: Luísa Sonza acusa YouTube de boicotar novo clipe por ‘conteúdo explícito’

Britney Spears diz que foi internada à força e que “vivia com medo”

Britney Spears deverá falar durante uma audiência sobre sua tutela nesta quarta-feira, 23 de junho. Desde 2008, o pai da estrela pop, James “Jamie” Spears, está encarregado da carreira e das finanças de sua filha. Em uma disputa legal, a cantora tenta removê-lo do cargo de tutor.

Antes da audiência, o The New York Times publicou um novo relatório que indica que a cantora pop vem lutando contra o papel exagerado de seu pai em sua vida há algum tempo, começando em 2014. Registros judiciais obtidos pelo The Times mostram que Spears questionou a aptidão de seu pai para supervisionar sua vida, citando seu hábito de beber, entre outras questões.

Britney e o pai, Jamie (FOTO: Reprodução)

Os registros incluíam outros detalhes sobre o controle que Jamie Spears continua a exercer na vida pessoal e nas finanças de Britney, como o fato de que a cantora estava aparentemente limitada a uma mesada semanal de 2.000 dólares durante um período em que ela estava ganhando milhões por conta de sua residência em Las Vegas.

Os documentos também apresentam detalhes sobre os tipos de atividades que Jamie Spears tinha a capacidade de eliminar inteiramente: Britney teria dito a um investigador do tribunal que foi proibida de reformar sua cozinha por seu pai, “que lhe disse que muito dinheiro estava sendo gasto”.

O relatório mostra que, sob a tutela, a cantora vivia “com muito medo”, e que as consequências poderiam ser “muito severas” se ela cometesse qualquer erro.

Em 2019, Britney também afirmou que foi forçada a se internar em uma instituição psiquiátrica como uma “punição”. Tudo porque ela havia sugerido ou criticado algo em um de seus ensaios, antes da estreia da residência em Las Vegas.

A estrela do pop também disse que já foi obrigada a se apresentar contra sua vontade, quando estava doente, com febre de 40 graus. Ela descreve o dia como “um dos mais assustadores de sua vida”.

Embora Britney Spears tenha o direito de entrar com uma petição no tribunal para pedir o fim da tutela, ela ainda não exerceu esse direito. Jamie Spears e a tutela foram o tema do documentário Framing Britney Spears, também do The New York Times, lançado no início deste ano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio