michael jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

Recentemente uma história mega interessante veio à tona. Em entrevista ao jornal Metro UK no ano passado, o ex-assistente de Freddie Mercury, Peter “Phoebe” Freestone falou que o ex Queen debochou do rei do pop Michael Jackson, por dormir no chão de sua mansão.

De acordo com o Freddie, a provocação do cantor aconteceu na mansão do Michael em 1983 em Encino, na Califórnia, durante o período em que os dois trabalhavam juntos no estúdio localizado na propriedade.

“Eu e o Freddie passamos oito horas gravando na casa do Michael um dia, eles já tinham trabalhado juntos em três músicas”, contou. “O Michael nunca me tratou de forma diferente da forma como tratava o Freddie. É assim que algumas pessoas são. Eu e o Michael jogamos videogame por meia hora enquanto o Freddie fumava”, assumiu.

Duetos inéditos de Michael Jackson e Freddie Mercury
(FOTO: Reprodução)

VEJA TAMBÉM: Você sabia que Sandy e Junior já lançaram uma música sobre o pênis?

Depois, Peter ainda relembrou a provocação feira por Freddie Mercury. Ele disse que o cantor tirou sarro de Michael Jackson durante um tour pela mansão. Ele teria ficado deslumbrado ao ver um colchão no chão da sala, no segundo andar da casa.

“O Freddie não conseguia ficar com a boca fechada e no meio do chão tinha esse colchão arrumado como cama. Ele perguntou: ‘Você tem dinheiro, por que não compra uma cama?’. E o Michael respondeu: ‘Eu me sinto muito melhor quando estou mais perto da Terra’”, disse.

“O Freddie então retrucou: ‘E não ter uma cama deixa você mais perto? Nós estamos no segundo andar’”, contou o assistente. “Era esse o tipo de coisa que acontecia com ele”, relatou Freestone.

Mercury trabalhou com o eterno Rei do Pop nas gravações de seu álbum solo, “Mr. Bad Guy”, lançado em 1985. Eles gravaram a música There Must Be More to Life Than This, mas acabaram brigand antes mesmo do lançamento do single. Isso porque Freddie ficou incomodado com a presença da lhama de estimação do Jackson. Por outro lado, Michael não teria curtido o uso constante de drogas do colega durante o trabalho.