Funkeira famosa rebate Eduardo Costa: “Não existe semi-gay”

Publicado em 24/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, Eduardo Costa concedeu uma entrevista para o ‘Conceito Sertanejo’, e disse: “Eu sou um semi-gay, eu faço tudo que um viado faz, só não dou o c*.

Porém, a funkeira MC Rielle, não gostou e rebateu as afirmações do sertanejo: “Dizer que você é semi-gay abre um precedente perigoso para pessoas que acreditam em cura gay”, afirmou a cantora no Instagram. “Você está sendo extremamente irresponsável para uma pessoa com uma plataforma grande”, frisou em seguida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Não existe semi-gay. Ou é gay, ou hétero, ou bi, e etc. Você não pode simplesmente pisar no território de um movimento desse jeito. Somos o país que mais mata transsexuais e pessoas LGBTQIA+ no mundo, como pode ser tão insensível assim a dor dos outros?”, finalizou.

(Foto: Reprodução)

Eduardo Costa revela que se acha gay: “Faço tudo que um viado faz”

No ano passado, Eduardo Costa e Leonardo realizaram uma live bem polêmica, e com isso, chegou ao fim a parceria dos dois em ‘Cabaré’ e também na empresa Talismã, agência de talentos do irmão de Leandro.

Pois bem, agora, em entrevista ao canal do youtube Conceito Sertanejo, Eduardo falou sobre uma mágoa que sente de Leonardo, sobre lives, e também sobre o quanto gastou para produzir seus últimos lançamentos. O bate-papo foi recheado das mais diversas revelações feitas pelo astro mineiro. Além disso, o músico falou sobre sua infância pobre e um momento em que viu sua irmã mais nova “comer terra” pois estava passando necessidades.

Ainda no bate-papo sertanejo revelou que deixou de pegar patrocínios para lives, e está pagando tudo do seu bolso. Ele contou que até o momento, já gastou mais de 4 milhões em lives e vídeos gravados. Eduardo também falou que se arrepende mais das coisas que falou na Internet nos últimos tempos do que coisas do seu passado. Ele disse que seu principal arrependimento foi ter falado de política: “Declarei meu voto ao Bolsonaro e as pessoas falavam que eu era um genocida, então disso eu me arrependo”.

Em outro momento da entrevista, o artista questionou: “Você consegue imaginar o Eduardo Costa gay? Porque assim, se eu fosse eu seria muito assumido. Eu gosto muito de mulher, se eu fosse gay eu ia gostar muito de homem. Eu ia ser uma gayzona mesmo.” Em seguida, ele explicou: “Eu sou um cara muito organizado, muito ajeitado, tudo muito arrumado. Eu sou um semi-gay, eu faço tudo que um viado faz, só não dou o c*. Você quer gente mais organizado que o viado? O viado, o gay, os homossexuais eles estão entre os homens e as mulheres, eles caminham entre eles com muita facilidade. Inclusive, um dos meus melhores amigos é gay e ele é um dos caras mais fodas que eu conheço.”

Já sobre a maior polêmica, Leonardo e Talismã, Eduardo Costa negou que a live feita com Leonardo teve a ver com sua saída da Talismã. O músico ainda afirmou que sua partida estava programada há algum tempo. “Eu nunca tive negócio com Leonardo, eu sempre tive negócio com William, e aí eu fui programando essa minha saída. Quando aconteceu a live e aquela chateação toda, eu percebi que chegou o momento de eu sair, mas, não teve nada a ver com a live, nem com Leonardo. Mas se me perguntar: ‘Existe alguma chateação de você com o escritório?’, eu vou falar que existe sim, devido ao nome ‘Cabaré’. Foi um nome que eu criei, e eu não tenho nada contra nenhum artista, contra ninguém, mas eu tenho um pouco de ciúme das coisas que eu criei.”

“Não tem a ver com os personagens, nem com Leonardo, tem a ver com a marca. Eu não faria o ‘Cabaré’ com nenhum outro artista. Eu não faria, é uma questão pra mim de respeito, de hombridade, de sabedoria.” Em seguida, ele disse: “Eu não faço parte dos projetos que eu mesmo criei, eu fui tirado da minha própria casa. Eu não faço parte da cachaça ‘Cabaré’ e nem da live. Isso porque eu assinei alguns papéis para alguns amigos, pessoas que eu confiei.” Por fim, Eduardo Costa diz que não tentou entrar em contato com Leonardo após o fim da parceria.

Relembre briga entre Leonardo e Eduardo Costa que acabou com parceria de ‘Cabaré’

Ano passado, Leonardo e Eduardo Costa reuniram mais de 3 milhões de pessoas para a live ‘Cabaré’. Contudo, algumas falas de Eduardo fizeram com que o outro sertanejo desistisse de continuar uma parceria com ele e eles acabaram rompendo.

Após romperem parceria, os rumores de que Eduardo Costa e Leonardo estavam brigados, aumentou. Entretanto, ambos falaram que isso nunca aconteceu. Eduardo inclusive, chegou a falar que ano que vem o projeto “Cabaré” retornará com tudo.

Mas, parece que foi só uma tentativa de fugir do assunto, e que na verdade, desde 2018 os dois vem se estranhando. Eduardo Costa, teria usado várias vezes o nome de Leonardo para se promover, causando vários desgostos profissionais e pessoais ao cantor veterano.

LEIA TAMBÉM: Segundo a polícia, corpo de Naya Rivera pode ‘nunca ser encontrado’

De acordo com o site Movimento Country, alguns conhecidos da dupla, contaram que o fim da parceria aconteceu após Eduardo Costa se envolver em diversas polêmicas.

Entretanto, o que declarou o fim definitivo para dupla, foi a live “Cabaré”, transmitida no dia 1º de maio onde, em determinado momento, Eduardo falou que transaria pensando na filha de Thaeme.

Após o acontecido, Leonardo teria reunido a sua equipe e anunciado que não faria mais nenhuma apresentação ao lado de Eduardo.

Ainda segundo o site, fontes contaram que em um dos encontros entre os antigos parceiros na cidade de Goiânia, a reunião quase acabou em agressão física.

Durante uma festa, Leonardo teria partido para cima de Eduardo Costa, muito irritado com seu desrespeito com os convidados, principalmente com Poliana Rocha, esposa do sertanejo.

De acordo com testemunhas, o cantor teria partido para cima do seu amigo segurando pelo colarinho e dito: “Não esqueça que enquanto você estiver no meu escritório eu sou seu chefe, e você me deve respeito”. Tal fato acabou tornando insuportável o clima nos bastidores da produtora Talismã que resolveu romper a parceria com Eduardo Costa após anos do relacionamento profissional.

O Movimento Country, vale lembrar, foi um dos primeiros sites na web a antecipar os rumores do fim da parceria entre os dois músicos ainda antes do anúncio do desligamento de Eduardo Costa da Talismã.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio