Gustavo Fagundes
O cantor Gustavo Fagundes (FOTO: Reprodução)

Composição, arranjos, gravação, mixagem, masterização. Tudo à distância. Assim nasceu “Escuta o meu Tom”, novo single-clipe do carioca Gustavo Fagundes, já disponível nas principais plataformas digitais.

O isolamento social não foi só contexto, mas também inspiração para a música. A letra, escrita em parceria com Dougie Ribeiro e Pablo Cândido e inacabada há seis meses, ganhou um novo olhar após o músico viver uma história de amor durante a quarentena. “O mundo mudou e as relações não ficaram indiferentes a isso. Nosso conceito de amor já não é mais o mesmo”, reflete Gustavo.

A história também serviu de pano de fundo para a construção do videoclipe, dirigido pelo paulista Carlos Franco. O filme utiliza a linguagem de videoconferência para contar, de forma leve e casual, a rotina de casais durante o isolamento. Ao longo de duas semanas, dez casais foram orientados por Franco a gravarem em suas casas.

Música e clipe refletem diretamente a proposta de Gustavo: atrelar o clássico ao moderno no que ele intitula como “nova-bossa-nova”. “Bebo na fonte de João Gilberto e Tom Jobim, mas sempre trazendo pra perto as novas tendências da música brasileira”, afirma. Em “Escuta o meu Tom”, ele fala sobre amor enquanto faz uma homenagem ao ídolo, em passagens como “ser feliz sozinho não me satisfaz” e “quando a luz dos olhos querem se encontrar”. Na melodia, a bossa flerta com o pop, a MPB e o soul.

“Escuta o meu Tom” é o segundo single lançado por Gustavo Fagundes esse ano. “Em silêncio” foi o primeiro, apresentado em abril. A produção musical e o arranjo são assinados por Juliano Valle. Importante: o clipe foi realizado de acordo com as normas de proteção e segurança indicadas pela OMS para esse contexto de isolamento social causado pela pandemia de COVID-19.