George Ezra
O cantor George Ezra (FOTO: Divulgação)

Todo mundo erra. Até mesmo, o britânico George Ezra, intérprete do hit mundial Budapest.

O cantor que recentemente se apresentou num festival de música em São Paulo, deu uma entrevista ao jornal The Guardian, onde revelou que estava com medo de errar no seu segundo álbum.

Ezra explicou que próximo ao lançamento do álbum “Staying at Tamaras”, ele percebeu que talvez a divulgação do projeto estivesse indo pelo caminho errado.

O artista então convocou uma reunião de emergência e chamou os representantes de sua gravadora para conversar sobre o disco. Nas conversas sobre o material gravado, o artista chegou a afirmar que “as pessoas simplesmente não queriam aquilo” que eles haviam preparado para os fãs.

O medo do cantor é justificado: enquanto “Budapest” lançada em 2014 foi um fenômeno mundial e chegou a figurar no TOP 40 do concorrido Hot 100 da Billboard dos EUA, a canção “Don’t Matter Now” que foi o primeiro single do novo álbum teve uma repercussão bem mais morna nas paradas musicais.

“Uma coisa é ter um single que não funciona, mas ter duas seguidas, é um sinal do fim” justificou o cantor.

VEJA TAMBÉM: Pabllo Vittar revela nome e data do novo single

O cantor também explicou que pediu para que os representantes da gravadora fossem “absolutamente honestos” com ele sobre “o que estava rolando naquele momento”.

Mas tudo terminou bem: depois do lançamento de “Paradise”, o cantor lançou “Shotgun” como terceiro single do novo álbum e então conseguiu alcançar o disputado topo das paradas britânicas.

A bem-sucedida canção até chegou a ganhar nas últimas semanas um divertido clipe em 360° explorando diversos ambientes.

Confira abaixo: