Michael Jackson
O cantor norte-americano Michael Jackson (FOTO: Reprodução_

Neste sábado (30), o Grupo Anonymous, que são um dos grupos de hackers mais famosos do mundo se manifestou sobre o assassinato de George Floyd por um policial branco de Minneapolis, EUA. No vídeo divulgado, o grupo pediu medidas drásticas contra o governo americano. Em um dos materias sobre tráfico de crianças divulgados pelo grupo contia também o nome de Michael Jackson.

Confira o vídeo legendado abaixo:

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

O grupo também divulgou uma lista de pessoas que supostamente estão envolvidas com tráfico de crianças e pedofilia. Pedro Diniz (brasileiro e ex piloto da Fórmula), Naomi Campbell, Michael Jackson, Charles Spencer (irmão da Princesa Diana) e outros famosos bilionários estão na lista. O grupo também citou que o presidente dos Estados Unidos Donald Trump estaria encobrindo histórias de tráfico de crianças e estupro.

Contudo, em relação ao nome “Michael Jackson” parece que tudo não passou de um engano, já que haveria um advogado norte-americano homônimo (de mesmo nome).

Saiba um pouco sobre o grupo “Anonymous”:

Segundo o canal ‘Você Sabia?’ Do YouTube antes de entender sobre os Anonymous, vocês precisam saber sobre o ‘Hacktivismo’, Hacker + Ativismo, eles utilizam de seus conhecimentos tecnológicos para realizar os seus ataques hackers, mas sempre com uma causa ou proposta específica. Ou seja, eles só atacam quando acreditam ou tem um motivo maior para fazer aquilo.

Eles estão divididos por todo o mundo, e acreditam que corporações e organizações corruptas devem ser atacadas. Tudo começou em 2003, quando um grupo de hackers se conheceram em uma plataforma, onde todos eram anônimos, no início eles faziam tudo apenas por diversão. De início eles hackeavam joguinhos de crianças para zombar, e também sites de relacionamentos.

Mas eles tinham MUITO conhecimento, então eles decidiram usar suas habilidades para fazer algo mais importante. Os Anonymous não tem líder, por isso que seu símbolo principal é um homem com uma interrogação no lugar da cabeça. Ao contrário do que pensam, não existe uma regra específica para ser um anônimo, eles tem que ser anônimo e lutar por alguma causa que eles acreditem. Eles utilizam a máscara do filme ‘V de vingança’ para representar a anarquia que existe por trás do grupo. Por isso o grupo é formado por pessoas diferentes e de origens diferentes.

Ataques mais relevantes do Anonymous

O primeiro ataque que deixou os Anonymous conhecidos mundialmente, foi feito em 2008, durante um protesto contra a igreja da cientologia. O ator Tom Cruise estava fazendo uma pregação falando que só a igreja da cientologia salvava, e uma pessoa filmou essa cena e compartilhou. O vídeo teve uma alta repercurção e a igreja pediu pra remover o vídeo por violar os direitos autorais. O Anonymous entendeu isso como uma ‘censura’ e decidiram atacar os sites da igreja, nesse mesmo tempo, várias manifestações contra a igreja surgiram, e as pessoas usavam máscaras igual os Anonymous.

Após esse primeiro ato, o grupo passou a ser conhecido pelo mundo inteiro. Logo depois do ataque do estado islâmico em paris, em 2015, o grupo anonymous declarou guerra contra o ISIS, iniciando a hashtag OPISIS, com isso, o grupo deletou mais de 2000 contas de redes sociais relacionadas ao estado islâmico, e também na deep weeb os anonymous conseguiram retirar do ar diversos sites relacionados ao ISIS, sem contar que eles conseguiram comprometer boa parte das moedas online utilizadas pelo estado islâmico ou seja, eles fizeram um grande estrago.

Uma das operações mais notáveis dos Anonymous com certeza foi essa. A ideia da operação era combater e eliminar tudo que era relacionado a pedofilia na deep weeb, uma das formas que eles acharam pra combater esses crimes, foi expondo empresas que forneciam plataformas para esses sites ficarem online, e deixando assim os criminosos pedófilos agirem livremente. Eles derrubaram centenas de sites relacionados a pedofilia. Descobriram mais de 1500 nomes de criminosos que usavam esses sites, e o grupo foi responsável por ajudar na prisão do criminoso sexual Cris Fourkand, para conseguir esse ato, alguns participantes do grupo invadiram esses sites e se passaram por crianças inocentes, até conseguir provas o suficiente para incriminar esses bandidos.

Eles já fizeram diversas outras coisas, como atacarem sites de governo, e até o FBI já foi invadido pelo grupo.

Para entenderem melhor assistam ao vídeo de onde todas essas informações foram retiradas: