anitta
A cantora carioca Anitta (FOTO: Reprodução)

Um suposto integrante do Anonymous Brasil que se identificava como @leodiasofc mudou o nome do perfil no Twitter. A conta foi criada em dezembro de 2019 e ao entrar no cache de publicações do último dia 25 de maio, é possível conferir postagens nas quais o usuário faz dezenas de críticas à cantora Anitta. As informações foram publicadas pelo site TudoCelular.

Em uma das publicações, afirmava que a artista brasileira é “amante de Bolsonaro” e que Anitta seria a “próxima ministra da Cultura”, vale lembrar que atualmente não há mais um Ministério para o setor, e sim uma Secretaria vinculada ao Turismo. Em outra ocasião, insinua que a cantora faz música pop para “ser endeusada pelos LGBTS”. Confira:

Na noite da última segunda-feira (01), o grupo Anonymous divulgou informações pessoais do presidente Jair Bolsonaro, de seus filhos Flavio, Carlos e Eduardo Bolsonaro, dos ministros Abraham Weintraub (Educação) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), do deputado Douglas Garcia, e do empresário Luciano Hang (Havan).

VEJA TAMBÉM: Katy Perry diz que filha mostrou dedo do meio em ultrassom: “Essa é a minha garota”

Porém, grande parte das informações vazadas não precisaram de uma possível invasão para serem descobertas. A declaração de bens está prevista no próprio site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A Procuradoria-Geral da República está realizando uma análise para saber se existe necessidade de abrir uma investigação a respeito dos vazamentos. Um ponto que dispensa a necessidade de investigação é o fato de uma parcela dos dados já ser de domínio público.