Com o mundo inteiro enfrentando uma pandemia, as pessoas tiveram que inovar e procurar por novos hobbies para se distraírem enquanto ficam em casa, principalmente as que pertencem aos grupos de risco. Um grupo de idosos do Reino Unido resolveram, juntos aos seus cuidadores, que iriam recriar capas de álbuns icônicos, como de Madonna e Michael Jackson, durante esse isolamento.

Mesmo utilizando apenas recursos que já estavam disponíveis no local, as homenagens feitas ficaram profissionais! As releituras ainda ganharam um toque de identidade dos moradores da Sydmar Lodge Care Home, por exemplo, o álbum “21” da Adele sendo substituído por “93”, o “1989” de Taylor Swift se tornando “1922” e até o nome “Madonna” virando um trocadilho em “Lilyonna”.

LEIA TAMBÉM: Gusttavo Lima e Wesley Safadão faturam verdadeira fortuna com live; saiba valores

Além desses cantores, também foram recriados álbuns como “Aladdin Sane” de David Bowie, “Human” do Rag’n’Bone Man e “Born In The USA” do Bruce Springsteen. E se engana quem acha que apenas os velhinhos entraram na brincadeira… seus cuidadores recriaram a capa da banda “Queen” sob o nome de “Carers”. Criativo, não?

E a divulgação dessas fotos trouxe uma exposição muito proveitosa para a casa. O cabeça do projeto, Robert Speker, contou em seu Twitter que graças ao viral que o ensaio se tornou, está sendo possível abrir um fundo de arrecadação para que possam ser desenvolvidas mais atividades recreativas enquanto ainda está sendo necessário o isolamento e deu o spoiler de que o próximo projeto pode ser um calendário.