gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

A pandemia do novo coronavírus virou a vida das pessoas de cabeça pra baixo. Uma crise no setor cultural foi a responsável por demissões em massas nas equipes de cantores.

Com as regras de distanciamento social em grandes eventos estarem sendo cumpridos (ao menos pelo maior parte dos artistas), inúmeros shows foram cancelados ou adiados. Mesmo com lives acontecendo, alguns cantores optaram por dispensar seus funcionários.

Vale lembrar que os profissionais da indústria de entretenimento representam 6% da força de trabalho brasileira, que ocupam cerca de 25 milhões de empregos diretos e indiretos.

VEJA TAMBÉM: Jovem que aparece beijando Gusttavo Lima em fotos virais surge linda; veja!

A cantora paranaense Naiara Azevedo demitiu os 140 funcionários de sua equipe em abril. Na época, Rafael Cabral – empresário e também esposo da cantora -, disse que todos os funcionários dispensados da equipe assinaram acordos e existia a possibilidade de reassumirem seus cargos quando a crise diminuisse.

naiara azevedo
A cantora paranaense sertaneja Naiara Azevedo (FOTO: Reprodução)

Wesley Safadão optou em não demitir seus funcionários, mas reduziu os salários para arcar nesse período. “Se fez necessária a adoção de medidas que viabilizassem uma ajuda a todos os seus funcionários (mais de 80), considerando para isso fatores como o tempo em que deve estar com suas atividades suspensas e consequentemente sem faturamento, bem como prestar um auxílio que seja suficiente para que funcionários e prestadores de serviço enfrentem esta crise da forma mais branda possível”, disse sua equipe em abril.

wesley safadao
O músico cearense Wesley Safadão (FOTO: Reprodução)

Aldair Playboy do hit “Amor Falso”, demitiu seus músicos por não ter condições financeiras para arcar sem ter shows. “Em decorrência da Pandemia do Coronavírus a banda teve suas atividades suspensas, sem qualquer previsão de retorno. Seria difícil manter o pagamento dos salários sem que haja faturamento, assim, não restou alternativa a empresa que não seja a dispensa destes”.

aldair playboy
O cantor paraibano Aldair Playboy (FOTO: Reprodução)

Mesmo Marília Mendonça sendo uma das artistas que mais ganhou dinheiro no ano passado, a artista sentiu de maneira forte a crise no orçamento com a paralisação dos shows. Os detalhes da demissão de sua equipe envolvem o fato de no ano passado Marília Mendonça acabar engravidando. No período dos 4 meses de licença em casa, ela conversou com toda a equipe – de mais de 30 pessoas – e afirmou que daria uma ajuda de custo durante esta fase por causa de sua maternidade. Essa ajuda de custo, segundo a fonte da notícia do programa, teria sido de R$ 2 mil. Porém, a situação foi completamente diferente a partir da pandemia do novo coronavírus. Segundo informações do jornalista Felipeh Campos do programa apresentado por Sônia Abrão, Marília Mendonça teria causado polêmica ao se ver forçada a demitir mais de 30 funcionários.

Em julho, Luan Santana confirmou que teve que demitir funcionários. A equipe do cantor afirmou que os músicos e a equipe técnica/produção são contratados pelo regime CLT e que ele deseja que todos possuam acesso a direitos trabalhistas e consigam se manter enquanto os shows não estão autorizados a voltar.

luan santana
O cantor sul-mato-grossense Luan Santana (FOTO: Reprodução)

Gustavo Mioto se viu na obrigação de demitir 18 funcionários em junho – incluindo banda, equipe técnica e motoristas. Assim como Luan, o cantor também garantiu os direitos e afirmou que iria recontratar eles após a crise. A equipe do sertanejo disse: “Até que os shows voltem ao normal em meados de 2021, decidiram por liberar os profissionais para que eles possam ter outras oportunidades (…). Não foi uma demissão em massa e do dia para a noite, é uma dispensa temporária”.

gustavo mioto
O cantor paulista Gustavo Mioto (FOTO: Reprodução)

Porém, uma surpresa boa no meio disso tudo foi Gusttavo Lima! O ex-marido de Andressa Suita contou em agosto que não havia demitido seus funcionários. “São muitas contas que tem que pagar, são músicos, são funcionários…”, contou. E ainda disse: “Nós temos mais de 80 funcionários e até hoje a gente não mandou ninguém embora”.
“Se eu tiver que ficar pobre, eu vou ficar pobre junto com eles”, completou. “Se a gente fosse pensar só na gente, a gente mandava músicos e banda, tudo embora (…) mas a gente não pode fazer isso”. Gusttavo Lima ainda contou que grande parte dos funcionários acompanham ele há 11 anos.

O astro mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

Os shows presenciais continuam sem previsão de volta – apesar de artistas como Maiara e Maraisa, Maria Rita, Jão, Marcos e Belluti e Diogo Nogueira terem feito eventos drive-in.