gusttavo lima
O cantor mineiro Gusttavo Lima (FOTO: Reprodução)

A empresa N&R Empreendimentos, do cantor Gusttavo Lima, vem tentando um acordo judicial com a família dum motociclista que foi vítima de um acidente de trânsito fatal causado por um funcionário da companhia, em Goiânia, no ano passado. Em 25 de abril de 2019, um funcionário da N&R, estava dirigindo um carro de luxo da empresa, quando atropelou e matou um motociclista em Goiânia.

Como é o proprietário da empresa, Gusttavo Lima foi citado formalmente em três processos na Justiça goiana com relação ao caso. Segundo informações do jornalista Guilherme Amado da revista Época os valores do processo totais estão na casa do R$ 1,5 milhão.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

Já no último dia 22, os advogados do músico e da família da vítima chegaram a um possível acordo extrajudicial, por danos materiais e morais.
Cláudio Bessas, advogado da companhia de Gusttavo Lima, afirmou que o acordo já está em fase de homologação judicial no tribunal goiano.

O caso segue esperando um parecer do Ministério Público estadual. O documento deve ser emitido pronto nos próximos dias. Em seguida, irá para a homologação do juiz.

Procurado pela reportagem da Época, o advogado Danilo Orsida, contratado pela família da vítima, afirmou: “Atentos ao prazo de duração de um processo, que pode demorar anos até a sentença definitiva, provocando grandes desgastes tanto materiais quanto psíquicos aos envolvidos e, dada a complexidade do conflito levado à juízo, as partes optaram pela resolução da disputa de forma mais célere, serene e, atendendo às necessidades das partes e respeitando-se o devido processo legal”.

DEFESA DE GUSTTAVO LIMA AFIRMOU TER SIDO CHANTAGEADA

Em março, a empresa do cantor vinha contestando a indenização, por achar um valor muito além do que a justiça aplica em casos semelhantes. Os advogados da família da vítima processaram a empresa do sertanejo em três categorias, somando mais de 1,5 milhões de reais. Após duas audiências realizadas e uma oferta abaixo do valor processado, os advogados da família da vítima recusaram a proposta.

VEJA TAMBÉM: Irmã gêmea? Garota idêntica à Anitta viraliza na web e ganha milhares de seguidores

Vale ressaltar que a empresa de Gusttavo Lima prestou assistência a família e custeou todo funeral da vítima. A empresa que possui mais de 100 funcionários declarou que se sente chantageada pelos advogados e que estão tentando vincular a imagem do sertanejo ao acidente de qualquer forma. As informações foram publicadas por um colunista do UOL.