halsey
A cantora norte-americana Halsey (FOTO: Reprodução)

Halsey divulgou nesta sexta-feira, (dia 17), o novo álbum “Manic”, que é o terceiro disco da sua carreira. E apesar de abordar temas delicados como saúde mental, o projeto não é tão denso quanto a maioria das pessoas pode pensar, revelou a cantora.

Eu acho que tenho essa expectativa de que toda a minha música precisa ser sombria e cinematográfica, com raiva e agressiva. Fui contratada para esse papel de durona, que às vezes pode ser cansativo. Às vezes, eu me encontro no estúdio e tenho uma música muito fofa e fico tipo: ‘Eu não posso colocar isso de lado. As pessoas querem me ouvir cantar com o dedo do meio no ar’. Acho que estou expressando minha angústia de uma maneira diferente. Este álbum é altamente conversacional”, explicou a artista.

Halsey, já chegou a ser internada duas vezes por seu transtorno bipolar e numa entrevista recente à Rolling Stone, ela revelou que escreveu grande parte do álbum durante uma crise mental. “[É] hip-hop, rock, country, foda-se tudo – porque é tão maníaco”, ela disse à revista. “Eu senti vontade de fazer; não havia razão para eu não conseguir.”

A artista descreveu seu estado de mania mental como “aquela coisa no fundo de nossas mentes que nos leva a pensamentos ultrajantes. Como quando você está no topo de um edifício, e você fica tipo ‘E se eu pular?’” explicou Halsey. “Você é controlado por esses impulsos ao invés de lógica e razão.”

VEJA TAMBÉM: Gusttavo Lima bebe demais e revela que passa horas “chupando periquita” da esposa

Vale lembrar que Halsey chegou a lançar a delicada “Nightmare”, que seguia um tom mais pesado, mas o álbum traz uma pegada diferente, tanto que a música acabou não entrando no projeto final. O álbum inclui os singles “Without Me”, “Graveyard” e ” You should be sad”. Entre as 16 músicas, há parcerias com Dominic Fike, Alanis Morissette e Suga, do BTS.

Ouça abaixo: