Justin-Bieber
O cantor canadense Justin Bieber (FOTO: Reprodução)

Justin Bieber anunciou que iria tomar as medidas devidas após ser vítima de acusações de estupro feitas por duas mulheres (Danielle e Kadi) nas redes sociais. Através de diversos álibis e outras provas, o músico canadense já provou que as histórias seriam supostamente falsas e agora a equipe do músico segue processando ambas as mulheres por difamação pública.

E na justiça norte-americana, Justin Bieber conseguiu uma pequena primeira vitória nessa batalha. O juiz Terry Green, do Superior Tribunal de Los Angeles, concedeu autorização judicial para intimar a empresa Twitter afim de revelar as identidades dos dois perfis anônimos que acusam o cantor de estupro.

“Nós apenas queremos descobrir quem está por trás dessas duas contas e se podem ser a mesma pessoa”, comunicou o advogado de Justin Bieber, em entrevista ao canal NBC Los Angeles.

PROCESSO CORRE NO VALOR DE 20 MILHÕES DE DÓLARES

De acordo com documentos legais – obtidos por TMZ – Bieber tem “evidência documental indiscutível” para provar que suas alegações de agressão sexual não passam de “mentiras ultrajantes e fabricadas”. A primeira é Danielle, que afirma que Bieber a agrediu sexualmente em um quarto do Four Seasons Hotel em Austin, TX, em 9 de março de 2014, após um evento de música. Bieber afirma que não há verdade na alegação de Danielle … e ele pode provar isso.

De acordo com os documentos … Bieber fez uma aparição surpresa no SXSW, mas NÃO ficou no Four Seasons Hotel ou até mesmo teve um quarto lá. Em vez disso, ele e sua namorada na época, Selena Gomez, saíram juntos após sua apresentação no SXSW e ficaram nas proximidades de um imóvel alugado.

Bieber alega que Danielle inventou totalmente essa história com base em relatórios públicos que ele comeu no restaurante Four Seasons em 10 de março de 2014. Quanto a Kadi… ela afirma que Bieber a agrediu sexualmente no Langham Hotel em Nova York por volta das 2h30 da manhã de 5 de maio de 2015. Mais uma vez, Bieber diz que isso é factualmente impossível e chama o post nas redes sociais “um elaborado engano.”

VEJA TAMBÉM: Banda de rock pede parceria com Marília Mendonça: “Sofrência metal”

De acordo com Bieber… Kadi é uma superfã sua que o espera em porta de hotéis e que está desesperada para conhecê-lo e desesperada por fama. No entanto, Bieber afirma que Kadi nunca o conheceu… e diz que até admitiu isso em seus próprios tweets APÓS a data em que ela agora afirma que ele a agrediu sexualmente.

Quanto à alegação de 5 de maio de 2015… Bieber alega que Kadi inventou porque sabia que Bieber compareceu ao Met Gala. De acordo com os documentos… Bieber compareceu ao evento, mas depois foi a uma festa particular, onde ficou até quase quatro horas da manhã, e depois compareceu num local que vende cachorro-quente. Bieber afirma que há evidências fotográficas e várias testemunhas disso … e ele chama a alegação das 2:30 da manhã feita por Kadi de “impossibilidade – uma fabricação pobre, mas prejudicial”.

De acordo com o processo… Bieber também acredita que as duas contas de rede social podem ser executadas pela mesma pessoa, ou são um esforço coordenado para arruinar sua reputação. O processo corre em valores superiores a US$ 20 milhões em danos – US$ 10 milhões para cada uma das histórias.