Freddie Mercury
O cantor zanzibense Farrokh Bulsara mais conhecido como Freddie Mercury (FOTO: Reprodução)

Artistas que trabalharam com o Freddie Mercury odiavam sua voz em suas primeiras apresentações.

“Lembro de pensar: ‘bom como artista, mas não tenho certeza quanto à parte de cantar”, disse Roger Taylor – baterista do Queen.

Ken Testi, empresário do grupo Ibex, contou sobre o desempenho do cantor como perfomer em sua primeira apresentação: “Ele ficou de costas para a audiência durante metade do primeiro número, mas, pelo fim da primeira música, a vergonha tinha ido embora e ele estava performando bem”.

VEJA TAMBÉM: Após agressão a repórter, Anitta questiona Bolsonaro: “Por que Michelle recebeu 89 mil de Queiroz?”

John ‘Tupp’ Taylor, que se apresentou com Freddie Mercury brevemente em 1969, também falou sobre o assunto: “Deus, éramos ruins…. Freddie não era nenhum Steve Winwood, Steve Marriott ou Joe Cocker. No começo, a afinação dele era péssima”.

Bryan May – guitarrista do Queen -, disse que apesar de tudo, conseguia ver as qualidades do cantor: “Lembro do Freddie ser muito enérgico e fazer muito barulho. Nós mal conseguíamos acompanhar”.

Chris Chesney, que performou com Mercury no Sour Milk Sea, disse: “Ele ainda não tinha toda aquela voz, mas cantava em falsetto, eu adorava”.