Britney Spears
A cantora norte-americana Britney Spears (FOTO: Reprodução)

A irmã de Britney Spears não curtiu muito quando um fã questionou por que ela não comentava sobre a condição psiquiátrica da sua irmã famosa. Jamie Lynn Spears escreveu uma mensagem inspiradora para aqueles que enfrentam alguma doença mental, porém um fã decidiu questionar por que ela não falava abertamente sobre sua irmã Britney Spears.

Confira:

A discussão sobre o assunto teve início quando a irmã da cantora compartilhou um post no Instagram com um tuíte publicado por Halsey no dia 20 de julho, sobre transtorno bipolar. Na legenda, Jamie frisou: “Se você não puder oferecer compreensão ou simpatia, ofereça seu silêncio”. Jamie então comentou sobre a importância de se respeitar a privacidade de alguém que sofre de doença mental. “Se você lida com doenças mentais ou cuida de alguém que lida com doenças mentais, sabe como é importante respeitar a situação com privacidade para a pessoa e para a família que tenta proteger seus entes queridos, não importa como possa parecer para o público e, como público, precisamos aprender a fazer o mesmo”, Jamie Lynn começou a legenda.

LEIA TAMBÉM: “Trump seria um ótimo vice presidente”, diz Kanye West sobre sua chapa

Jamie Lynn Spears (Foto: Instagram)

Rezo para que isso não traga constrangimento a quem lida com doenças mentais, você não está sozinho e é amado. Enviando todo o meu amor e orações a todos vocês”, acrescentou a irmã da artista. Ela recebeu o apoio de muitos internautas que lutam contra problemas de saúde mental. Porém um usuário questionou: “E a doença mental óbvia da sua irmã? Por que você não fala sobre isso?”, referindo-se a Britney. Jamie Lynn respondeu: “Você não tem o direito de assumir nada sobre minha irmã. E não tenho o direito de falar sobre sua saúde e assuntos pessoais. Ela é uma mulher forte, durona e irrefreável, e essa é a única coisa que é óbvia”.

Britney, de 38 anos, seguia sob a tutela de seu pai Jamie Spears, 68 anos, desde 2008, depois que ela sofreu um colapso nervoso. Doze anos depois, o pai da artista não está mais no comando e se afastou de suas funções como tutor. A cuidadora da cantora, Jodi Montgomery foi temporariamente nomeada para começar a supervisionar a saúde de Britney desde janeiro de 2020. Uma nova audiência sobre a tutela de Britney acontecerá nesta quarta-feira (dia 22). Britney Spears segue sem controle sobre suas finanças, assuntos jurídicos, atenção médica e sobre transporte. Nos últimos dias, o movimento #FreeBritney voltou a surgir nas redes sociais, com os fãs pedindo para que ela assumisse o controle sobre sua própria vida e finanças novamente. Em abril de 2019, Britney também se internou em um centro de saúde mental, afirmando que precisava de um tempo para si.